Entretenimento

Presidente de Portugal presta condolências pela morte de Jô Soares

Marcelo Rebelo de Sousa lamentou falecimento do humorista: ‘hoje saiu de cena, mas não dos nossos corações’

Jô Soares

A comoção pela morte do apresentador e humorista Jô Soares atravessou fronteiras, chegando até Portugal. Marcelo Rebelo de Sousa, presidente do país lusitano, também deixou registrado seus pesares nesta sexta-feira (5).

“Os seus sketches ficaram famosos, algumas expressões entraram mesmo na linguagem corrente, fez-nos rir e pensar durante anos, um grande obrigado a Jô Soares, que hoje saiu de cena, mas não dos nossos corações, nem das nossas memórias”, lamentou o presidente português.

“À família e amigos o Presidente da República apresenta sinceras condolências”, finaliza a nota, postada no site da Presidência de Portugual.

Jornais e sites em geral do país também expressaram suas condolências. No Diário de Notícias, um dos principais veículos de lá, manchetava nesta manhã a morte do humorista, afirmando que os portugueses descobriram Jô através do programa “Viva o Gordo”, exibido na década de 1980.

Políticos brasileiros

No Brasil, os presidenciáveis também deixaram seus pêsames ao humorista. Ciro Gomes foi o primeiro a se pronunciar através de suas redes sociais.

“O Brasil amanheceu muito triste, com menos motivo para rir e menos ágil no pensar. Perdemos Jô Soares, uma das nossas maiores referências de inteligência, talento e humor. Descanse em paz querido Jô e receba, de todos nós, aquele carinhoso e agradecido beijo bem gordo”, disse o candidato do PDT.

Lula também deixou um recado. “Seus talentos e atividades eram tantos que desafiam categorias. Uma pessoa generosa que por anos conduziu entrevistas que foram um importante espaço de debate para o país. Fui entrevistado por ele várias vezes, sempre com independência e disposição de ouvir o entrevistado. O Brasil hoje, nesse momento tão difícil, perde uma parte do seu humor, talento e inteligência. Mas nunca esquecerá da obra que nos deixou Jô Soares”, postou o ex-presidente. O também candidato, do PT, também compartilhou em suas redes sociais diversos trechos de entrevistas ao apresentador da TV Globo.

Simone Tebet, do MDB, lembrou de seus personagens marcantes. “Morreram hoje o Sebá, a Vovó Naná, o Gardelon, o Zé da Galera, o Bianor, o Capitão Gay, a Norminha, o Dom Casqueta, o Reizinho, o Piloto, o Capelão, o Araponga, o Múcio, o Irmão Carmelo e tantos outros personagens do melhor humorismo brasileiro. Viva o Jô!”, escreveu.

O presidente Jair Bolsonaro postou uma homenagem ao final da manhã. “Jô sempre fez bom uso do seu direito de livre expressão. Por muitas vezes teceu duras críticas contra mim, inclusive. Mas foi por viver num país livre, não em um regime autoritário, que ele pode exercê-lo integralmente. Essa é a beleza da democracia”, escreveu.

Leia também: ‘Encontro’: Artistas prestam homenagens e se despedem de Jô Soares: ‘Defensor da comédia’

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos