logo
Foto: Divulgação / Foto: Divulgação /
Entretenimento 18/07/2021

[TRUE CRIME] Crime sem solução há quase 40 anos é tema de série na Netflix

‘Gregory’ é uma minissérie de cinco episódios que conta a história real do desaparecimento e morte de um menino francês de 4 anos em 1984.

Um crime que segue sem solução até hoje é tema de série documental da Netflix. Veja!

Se você é fã de produções estilo true crime, vai gostar dessa dica. ‘Gregory’ é uma minissérie de cinco episódios que conta a história real do desaparecimento e morte de um menino francês de 4 anos em 1984. 

Na terça-feira, 16 de outubro de 1984, Grégory Villemin, de quatro anos, foi dado como desaparecido e posteriormente encontrado morto no rio Vologne, na região francesa de Vosges, com cordas amarrando suas mãos e pés. Este crime gerou uma corrida da mídia francesa e um processo judicial que se arrastou, nada mais, nada menos, do que três décadas. 

O mais intrigante é que, até hoje, a autoria do assassinato permanece sem solução. O caso Gregory é um dos casos criminais mais chocantes da história da França.

A série segue uma ordem cronológica, recuperando os incidentes de 1984 e colocando a sequência de eventos posteriores. O assassinato é o ponto de partida da trama e é usado para exlarecer as complexidades dos Villemins, gradualmente desvendando segredos de família e assuntos incômodos. 

Leia mais sobre filmes e séries:

No meio disso, a trama envolve outra produção cinematográfica, o filme ‘Le Corbeau’, de 1943, de H.G. Clouzot, um clássico do cinema noir francês que dá as chaves para o principal vilão da história real.

“El Cuervo” foi o nome que a família Villemin deu ao anônimo que os atormentava por cartas e telefonemas com ameaças antes do assassinato de Gregory. Havia um suspeito original, seguido por uma nova tragédia na família, e outras reviravoltas inesperadas até que o caso encontra a mãe da criança, Christine Villemin, como um dos principais suspeitos. Vale destacar a ação do Superintendente da polícia Jacques Corazzi, que aplicou uma série de estereótipos sexistas à sua investigação.

Mas, além dos falsos culpados, implicações e evidências, a história se tornou uma grande fonte de dor e vingança que descreve em câmera lenta como uma família se desfaz diante da tragédia.