Social

Heroína inesperada: policial de folga salva bebê engasgada pela segunda vez

Veja a história emocionante de Letícia Santana Martins Sousa, que se tornou a salvadora de uma bebê engasgada duas vezes

A policial estava de folga quando salvou a bebê engasgada pela segunda vez em menos de um mês. A menina tem refluxo e elas moram no mesmo prédio. - Foto: Reprodução/leh_sousamartins

Em um impressionante período de menos de um mês, a soldado Letícia Santana Martins Sousa, do Batalhão em Cariacica, ES, demonstrou um notável instinto de heroísmo ao salvar a vida da bebê Beatriz, de 55 dias, pela segunda vez. A primeira intervenção ocorreu em dezembro, quando a avó da criança fez um apelo desesperado por ajuda.

Resgate inicial: um chamado desesperador

O primeiro episódio de resgate ocorreu poucos dias após o nascimento da pequena Beatriz. Ela se engasgou com leite, levando a sua família, residente no mesmo prédio da policial, ao desespero. A avó, em agonia, ligou para Letícia, que prontamente utilizou as técnicas da Manobra de Heimlich, salvando a vida da bebê antes da chegada do Samu.

LEIA TAMBÉM: Suposta ladra fica despida durante discussão em loja

Recomendados

Novo chamado: o despertar da heroína

Surpreendentemente, em 7 de janeiro, Letícia foi novamente chamada para agir. Enquanto dormia, o interfone tocou, anunciando mais uma emergência envolvendo Beatriz. O coração da policial acelerou, lembrando-se da responsabilidade anterior. Desta vez, a situação era mais grave, com a bebê espumando pela boca no corredor do prédio.

Desafios na segunda intervenção

Letícia subiu as escadas com pressa e se deparou com uma cena angustiante. A bebê prematura, Beatriz, exigia cuidados especiais devido ao seu tamanho. Com determinação, a policial realizou a Manobra de Heimlich, preocupada em não machucar a criança. Após persistência e técnicas adicionais, a vida da pequena Beatriz foi novamente salva, com o Samu assumindo o atendimento.

LEIA TAMBÉM: Da rua para um novo lar: casal que inspirou a limpeza morando nas ruas conquista uma casa

Reflexão e cuidados contínuos

Após os dois episódios impactantes, a mãe de Beatriz procurou atendimento médico para tratar o refluxo e desvio de septo da bebê. Letícia, além de suas habilidades de salvamento, ofereceu orientações à mãe e permaneceu disponível mesmo quando não estava em casa.

O “anjo da guarda”

Ao ser questionada sobre ser um “anjo da guarda”, Letícia, com um sorriso modesto, atribuiu suas habilidades ao treinamento da Polícia Militar e à intervenção divina que a guiou para salvar a vida da pequena Beatriz em duas ocasiões.

Essa é a tocante história da soldado Letícia, uma policial que, mesmo em seu momento de folga, emergiu como o improvável anjo da guarda da pequena Beatriz, proporcionando não apenas um, mas dois milagres de vida.

Fonte: Folha Vitória

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos