Social

Após comentário cruel, mulher proíbe seu irmão de conhecer o sobrinho

Segundo ela, ele passou dos limites ao realizar comentários “extremamente cruéis” em um momento totalmente inoportuno.

Uma mulher decidiu tomar uma atitude extrema depois que seu irmão fez comentários “cruéis” sobre seu marido em um momento extremamente inoportuno. Por conta disso, o homem foi proibido de conhecer seu sobrinho recém-nascido.

Conforme a publicação realizada pelo The Mirror, a mulher contou sua história no Reddit, onde também aproveitou para pedir o apoio dos demais usuários da plataforma.

Segundo ela, o irmão está proibido de conhecer o sobrinho recém-nascido depois de fazer comentários “desagradáveis” enquanto participava do funeral do pai do bebê, que faleceu meses antes após sofrer um acidente de carro.

A mulher, que estava grávida de quatro meses quando perdeu seu marido, comenta que conseguiu seguir em frente com a gestação após receber o suporte de sua família apesar.

“Meu marido faleceu em um acidente de carro quando eu estava grávida de quatro meses. As coisas são difíceis sem ele, mas minha família está me apoiando de todas as formas possíveis. Após 1 mês da perda do meu companheiro eu fui morar com eles para ter apoio”.

“Durante o funeral, meu irmão mais velho me pediu um minuto em particular e perguntou se eu realmente queria continuar com a gestação após perder meu marido. Fiquei chocada com a atitude dele, ainda mais depois dele dizer que esperava que eu tomasse a decisão certa, e não uma decisão emocional”, explica a mulher.

Ela o proibiu de conhecer o sobrinho

Espantada com a atitude do irmão, a mulher revela que mal conseguiu acreditar quando ele ainda justificou seu questionamento: “Ele deu diversas razões, incluindo o fato de que ‘mães solteiras/viúvas’ são consideradas ‘bagagem extra’ para os homens. Eu perdi a cabeça e o expulsei do funeral na mesma hora. Foi a última vez que nos vimos”.

Após dar à luz seu bebê, ela foi questionada pela família se eles poderiam convidar seu irmão para conhecer o sobrinho, o que prontamente foi negado por ela. Apesar de ter motivos para sua escolha, a família afirma que ela está “cometendo um erro”.

“Meu filho tem três semanas de vida e toda família o conheceu e ficou feliz com sua chegada. Meus pais vieram me perguntar se eu poderia deixar meu irmão conhecê-lo, mas eu me recusei. Eles disseram que era um erro eu querer proibir as interações entre meu filho e seu tio”.

Leia também: ‘Meu marido acabou de descobrir meus lanches secretos, estou envergonhada’

“Minha família extensa se envolveu e começou a me pressionar, ainda mais depois que meu irmão insistiu que era amigo do meu marido e que ele ficaria chateado com a situação. Eu estou agindo de forma errada nesse caso?”, questiona a mulher.

Para os usuários da plataforma, a decisão é única e exclusiva dela. “Você não tem que permitir que uma pessoa indesejada faça parte da vida do seu filho. Seu irmão agiu de forma egoísta e mesquinha diante da sua perda e suponho que nem tenha se desculpado”.

“Estamos falando de uma pessoa que afirmou que seu bebê seria um fardo e não uma alegria. Ele não é alguém para deixar perto do seu filho. Você está dentro dos seus direitos de negar qualquer interação entre os dois”, afirmou outra pessoa.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos