Social

Tatuadora revela qual é a parte do corpo mais dolorida para fazer uma tatuagem

Ao responder uma das dúvidas mais comuns sobre este tipo de procedimento ela pode ter surpreendido muita gente.

Denyse decidiu revelar qual a região mais dolorida para fazer uma tatuagem

A jovem tatuadora Denyse Labarca tem grande parte de seu corpo coberto com tatuagens dos mais variados tipos e estilos. Recentemente, ela abriu o jogo e decidiu confessar qual é a parte mais dolorida para fazer uma tatuagem, mas sua resposta pode ter deixado muitas pessoas chocadas.

Em entrevista ao The Mirror, Denyse conta que já perdeu a conta sobre quanto dinheiro gastou com suas diversas tatuagens. Atualmente, ela possui desenhos por todo corpo menos em parte das nádegas e costas que estão em processo de tatuagem.

A tatuadora, que é de Vancouver, Canadá, decidiu revelar qual foi a parte mais dolorida de seu corpo e surpreendeu muita gente com sua resposta: “Até agora a tatuagem mais dolorosa foi na parte de trás dos joelhos. Não só fazer a tatuagem em si é doloroso como a cicatrização também não é nada divertida. A região resseca e fica desconfortável dobrar as pernas durante alguns dias”.

Sua paixão por tatuagens começou cedo, mas a primeira não foi feita de forma profissional e adequada. Ela decidiu, por conta própria, pegar o equipamento de tatuagem de seu tio e fazer ela mesma sua primeira tatuagem: um rosto sorridente.

A paixão veio de família

Segundo Denyse, um de seus principais passatempos durante a adolescência era assistir alguns reality shows sobre tatuagens acompanhada por seus pais. “Fiquei tão fascinada que lembro de dizer para minha mãe: ‘Quero me parecer com eles e tatuar quando for mais velha’”.

“Lembro do meu pai voltar para casa com filme plástico no braço depois de fazer uma tatuagem e eu ficava tão fascinada que o lotava de perguntas”, conta a tatuadora.

Leia também: Após polêmica por conta de tatuagem, mãe sai em defesa da filha influenciadora

Para ela, a única reação “diferente” de seus pais foi diante de suas tatuagens que começaram a chegar na região do rosto: “Meus pais são mente aberta e todos na família tem tatuagens. Quando comecei a tatuar meu rosto meu pai ficou um pouco chocado e me questionou se eu tatuaria meu rosto ainda mais”.

Ela ainda reforça que o fato de ter o corpo coberto por tatuagens ainda é benéfico para sua carreira: “Consigo entender os sentimentos dos clientes ao terem certas regiões do corpo tatuadas, então posso acolher e dar bons conselhos para eles”, explica a mulher que, junto de seu marido, o tatuador Fito, administra seu próprio estúdio de tatuagem.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos