logo
Social
Representação / Imagem: Free U.S. Government - RawpixelRepresentação / Imagem: Free
 U.S. Government  - Rawpixel
Social 03/09/2021

Bebê está presa no Afeganistão devido a atraso no passaporte, os pais temem não conseguir reencontrar a filha

Em maio, o casal precisou retornar ao Reino Unido para retirar um visto de entrada emitido para a mãe, deixando a filha, que ainda não tinha passaporte, com os avós no Afeganistão.

A mãe e o pai de um bebê de sete meses temem que a menina, que está presa em Cabul, nunca chegue ao Reino Unido. O atraso no recebimento do passaporte da criança fez com que ela ficasse presa no Afeganistão junto aos avós.

Segundo o The Mirror, a mãe da bebê, que não foi identificada, viajou ao Afeganistão para visitar sua família em setembro do ano passado. Durante a viagem ela perdeu sua carteira de identidade do Reino Unido e não pode retornar ao país antes de sua filha nascer.

Seu parceiro, um britânico, se juntou a ela em dezembro devido a proximidade do parto de sua filha.

Em maio de 2021, o casal precisou retornar ao Reino Unido para pegar um visto de entrada para a mãe da criança poder retornar ao país e solicitar uma nova via de seus documentos. Como o bebê não podia viajar sem possuir um passaporte, precisou ficar junto aos avós.

A mãe da criança precisou do auxílio de seu parceiro durante a viagem pois não possui conhecimentos suficientes de inglês para conseguir a segunda via de seus documentos. O casal esperava retornar ao Afeganistão assim que o documento fosse emitido, mas com a piora da situação no país e o atraso na emissão do passaporte da criança, os pais temem não conseguir retornar.

Embora já estejam com o passaporte de sua filha em mãos, os voos comerciais para Cabul estão suspensos, impossibilitando a viagem da família. A menina permanece sob os cuidados de seus avós.

Pais temem que bebê de sete meses preso em Cabul não consiga chegar ao Reino Unido

Em entrevista à BBC, o pai da criança desabafou sobre a demora na emissão do passaporte de sua filha. “Ela está presa no Afeganistão por causa do atraso do passaporte. Se o passaporte demorasse menos, ela estaria aqui conosco”.  Segundo ele, o passaporte da criança foi solicitado no mês de março.

A mãe da menina implora ao governo para que ajudem a trazer o bebê de volta a ela, dizendo já estar perdendo as esperanças de reencontrar a filha. As forças britânicas e os funcionários da embaixada teriam deixado Cabul antes que a criança pudesse ser levada para o Reino Unido.

Confira também:

Segundo o pai, as autoridades britânicas disseram que a família precisaria esperar até que a menina tivesse o passaporte. “Disseram que ela ainda não é britânica. ‘Você tem que esperar até que o passaporte chegue, ai ela é britânica e então podemos ajudar’”.

O casal se preocupa também com a segurança dos avós da menina pois eles ajudaram as forças do Reino Unido e dos Estados Unidos. Eles não deixaram sua casa em Cabul por medo do Talibã.

O Ministério de Relações Exteriores disse que cidadãos britânicos que permanecem no Afeganistão e querem partir ou os que cuidam de britânicos que estão no Afeganistão devem continuar verificando os conselhos de viagem e se inscrever para receber alertas sobre novos voos de resgate.