Foco

Ambev deixa de produzir cerveja para envasar água para vítimas das chuvas no RS; veja outras ações

Instituições de ensino também se unem em busca de donativos; total de mortos subiu para 107 no estado

Veja como é possível ajudar
Ações visam arrecadar doações para cidades afetadas pelas chuvas no RS; Ambev trocou produção de cerveja por envase de água (Reprodução/Redes sociais/Ambev)

ANÚNCIO

A Ambev anunciou que parou a sua produção de cerveja na cidade de Viamão, na Grande Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, para envasar água potável para as vítimas das chuvas. A unidade vai produzir cerca de 850 mil latas de 473 ml por dia, em parceria com a Ball, que disponibilizou as latinhas. Não há previsão para término da medida, já que o estado está em estado de calamidade e já soma 107 mortes.

ANÚNCIO

Nos últimos dias, a empresa já doou mais de 560 mil de litros de água para o estado – sendo 185 mil litros para a população de 11 municípios afetados e 375 mil em caminhões-pipa para suprir a necessidade de água de hospitais da Grande Porto Alegre.

A companhia precisou levar de São Paulo alguns maquinários para viabilizar a adaptação de sua fábrica. “Como uma empresa brasileira, estamos e estaremos sempre ao lado dos brasileiros em todas as situações”, disse Jean Jereissati, presidente da Ambev.

Agencia
Temporais causaram enchentes e já causaram mais de 100 mortes no Rio Grande do Sul AP (Carlos Macedo/AP)

Outras campanhas

O Instituto Yduqs e outras instituições de ensino de São Paulo se uniram para ajudar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. São arrecadados donativos nas unidades do Ibmec e na Universidade Estácio como água, alimentos não perecíveis e produtos de limpeza e higiene pessoal, além de roupas e agasalhos.

Também é possível apoiar a iniciativa diretamente pelo site do Instituto Yduqs. As doações podem ser de qualquer valor via boleto bancário, cartão de crédito ou Pix.

Também participam da iniciativa o Instituto de Educação Médica (IDOMED) e a Wyden. Os recursos arrecadados serão integralmente revertidos para o apoio humanitário às vítimas das enchentes e para a reconstrução da infraestrutura das cidades.

Veja a lista de unidades que estão recebendo doações presencialmente:

ANÚNCIO

  • Ibmec – Campus Paulista - Endereço: Alameda Santos, 2356 – Cerqueira César. São Paulo;
  • Ibmec – Campus Faria Lima - Endereço: Rua Sumidouro, nº 89, bairro Pinheiros, São Paulo;
  • Estácio Carapicuíba - Endereço: Av. Francisco Pignatari, 630 - Vila Gustavo Correia, Carapicuíba - SP;
  • Estácio Conceição - Endereço: Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, 673 - 2º andar - Vila Guarani, São Paulo;
  • Estácio Interlagos - Endereço: Av. do Jangadeiro, 111 - Interlagos, São Paulo;
  • Estácio Liberdade - Endereço: R. da Glória, 195 - Liberdade, São Paulo;
  • Estácio Santo André - Endereço: Rua Delfim Moreira, Nº 40 - Centro, Santo André.

Muitas outras campanhas são realizadas em todo o país em busca de doações para ajudar as vítimas das chuvas. O Metro World News separou algumas das entidades que recebem essas doações. Clique aqui para conferir como é possível ajudar.

Mortes por causa das chuvas

Subiu para 107 o número de mortos pelas chuvas e enchentes que devastam o Rio Grande do Sul. De acordo com a Defesa Civil, até a manhã desta quinta-feira (9), um óbito estava em investigação e 136 pessoas seguiam desaparecidas. Os trabalhos de resgate continuam, mas foram afetados por novas pancadas de chuva e vento forte em algumas regiões.

O Governo do Rio Grande do Sul decretou estado de calamidade por conta dos estragos dos temporais. Do total de 497 cidades gaúchas, pelo menos 425 enfrentam problemas, sendo que a estimativa é que 1,4 milhão de moradores foram afetados.

Segundo a Defesa Civil, 232,1 mil pessoas estão fora de casa. Desse total, são 67.542 em abrigos e 164.583 desalojados, buscando refúgio na casa de parentes ou amigos.

A preocupação continua, já que o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de “Perigo Potencial” para declínio de temperaturas no estado nos próximos dias. As temperaturas podem cair de 3º a 5ºC por conta da passagem de uma frente fria.

Além disso, no próximo fim de semana, as pancadas de chuva devem continuar, principalmente nas regiões sul e oeste, podendo chegar também a cidades de Santa Catarina. Nesse período, o volume de águas pode passar dos 100 milímetros.

ANÚNCIO

Tags


Últimas Notícias