Foco

Esfaqueada e morta em Búzios: argentina lutou com criminoso e sofreu 18 perfurações, aponta perícia

Florencia Aranguren, 31, caminhava por uma trilha com seu cão, quando foi atacada e morta por homem

Suspeito foi preso em flagrante

A argentina Florencia Aranguren, de 31 anos, que foi encontrada morta em uma trilha que dá acesso à praia de José Gonçalves, na cidade de Armação dos Búzios, no Rio de Janeiro, lutou muito com o criminoso antes de ser assassinada. Além das marcas deixadas em seu corpo pelo confronto, a vítima levou 18 facadas, conforme apontaram os laudos periciais do Instituto Médico Legal (IML).

Conforme reportagem do jornal “O Globo”, a maioria das lesões sofridas por Florencia ocorreram na região do pescoço, sendo que uma das facadas atingiu a artéria carótida e a jugular, provocando uma hemorragia externa que resultou na morte.

A perícia apontou, ainda, que a argentina apresentava escoriações em placa nos membros superiores, como no cotovelo esquerdo, e inferiores, como na dorsal do pé direito, o que indica que ela foi arrastada. Os dedos da vítima também tinham lesões, típicas de tentativa de defesa.

Uma irmã de Florencia chegou ao Brasil na quinta-feira (7) para fazer a liberação do corpo. A previsão é que ele seja levado para o sepultamento em Buenos Aires, na Argentina, mas ainda não há previsão de quando isso vai ocorrer.

Cão foi deixado junto ao corpo e reagiu ao ver suspeito

Relembre o caso

A argentina foi morta na manhã de quarta-feira (6). Segundo a investigação, Florencia tinha se mudado há apenas três dias para Búzios. Naquela data, estava passeando com seu cachorro, Tronco, pela trilha, quando foi assassinada. Um morador que passava pelo local encontrou o corpo e acionou a polícia.

Ao analisar imagens de câmeras de segurança da região, a polícia identificou um suspeito que estava de bicicleta e seguiu na trilha logo depois da argentina. O lavrador Carlos José de França, de 32 anos, acabou preso poucas horas após o crime em um condomínio nas proximidades. No momento em que foi capturado, tentava lavar manchas de sangue do corpo.

A polícia diz que o homem apresentava vários arranhões em seu corpo, marcas de luta corporal, além de sangue na cueca. Após ser preso, ele foi levado até a cena do crime, onde um guarda municipal especialista no trabalho com cães o mostrou ao cachorro da vítima, que ficou nervoso e começou a reagir contra ele.

Segundo a polícia, apesar de ter sido achado ao lado do corpo da dona todo ensanguentado, Tronco não estava ferido. Agora, ele está sob os cuidados de uma amiga de Florencia.

O caso foi registrado como homicídio e segue em investigação na 127ª Delegacia de Polícia, em Búzios. França já possui antecedentes criminais pelos crimes de furto e lesão corporal. A defesa dele não foi encontrada para comentar o assunto até a publicação desta reportagem.

Vítima foi morta a facadas, em Búzios

LEIA TAMBÉM:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos