Foco

Polícia apura tentativa de homicídio contra idoso dado como morto e resgatado vivo em funerária

Médico que atestou o óbito em hospital de Uruaçu, em Goiás, foi afastado das funções

Ele foi novamente internado

A Polícia Civil investiga do caso do auxiliar de serviços gerais José Ribeiro da Silva, de 62 anos, que foi dado como morto pelo Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), em Uruaçu, Goiás, mas encontrado vivo na funerária após passar quase 5 horas dentro de um saco. O médico que atestou o óbito foi afastado das funções.

Conforme o delegado Peterson Amin, da Delegacia de Uruaçu, o caso é tratado como tentativa de homicídio.

“Nós, da delegacia de Uruaçu, já instauramos o inquérito policial para apurar essa prática criminosa e vamos realizar a oitiva de diversas pessoas e juntar documentos. O crime é de tentativa de homicídio com dolo eventual. Quando o médico é imperito ao ponto de dar como morta pessoa viva, assume o risco de matar ela depois”, disse o investigador ao site G1.

José estava internado desde o começo deste ano no HCN para o tratamento de um câncer na língua. Ele usava uma traqueostomia e, na terça-feira (29), teve a morte confirmada. Os familiares do paciente foram avisados e o corpo encaminhado para a funerária, em Rialma, município que fica a cerca de 100 km de distância, onde já chegou na madrugada de quarta-feira (30).

Irmã do idoso, Aparecida Ribeiro da Silva contou em entrevista ao site G1 que recebeu a notícia da morte dele por volta das 20h de terça-feira. Ela foi ao hospital, onde um médico e uma assistente social a receberam e entregaram o atestado de óbito. A família, então, fez os procedimentos para a liberação do corpo.

No entanto, horas mais tarde, Aparecida recebeu uma ligação da funerária, no qual o funcionário dizia que seu irmão estava vivo. “É inacreditável o que aconteceu, meu irmão passou cinco horas em um saco plástico, gelado. Foi horrível, é inadmissível uma situação dessas”, lamentou ela.

Após a confirmação de que respirava, José foi levado para um hospital em Rialma, onde permanece internado. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Homem foi novamente internado

O que dizem os envolvidos?

Em nota, a Secretaria de Saúde de Goiás afirmou que o médico responsável pela constatação do óbito em Uruaçu foi imediatamente afastado das funções. O órgão lamentou o caso e disse que presta a devida assistência aos familiares do paciente.

Já a direção do Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano informou que teve conhecimento do caso na quarta-feira e confirmou que o médico que constatou o óbito foi afastado. Uma sindicância foi instaurada para apurar o caso.

LEIA TAMBÉM:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos