Foco

Acusado de matar mulher grávida e enteada, caseiro Wanderson Mota é encontrado morto em cela

Caseiro estava em cela separada dos demais presos

Acusado de matar a esposa grávida, a enteada e um fazendeiro em Corumbá de Goiás em novembro passado, o caseiro Wanderson Mota Protácio foi encontrado morto nesta terça-feira, em uma cela no complexo prisional de Aparecidas de Goiânia.

Por decisão da Justiça, Wanderson estava em cela separada dos demais detentos e não dividia a cela com mais ninguém. Seu corpo foi encontrado de manhã, no horário do café da manhã, pendurado com um lençol amarrado no pescoço. O atendimento de emergência foi acionado e declarou o óbito no local.

A Secretaria de Administração Penitenciária de Goiás abriu sindicância para investigar o caso.

PARA ENTENDER O CASO

O caseiro cometeu os três crimes em28 de novembro. Ele matou a mulher grávida, de 21 anos,  e a enteada, de 2 anos. com golpes de faca na casa onde moravam.

Após o crime, ele roubou um revólver e matou um fazendeiro de 73 anos para roubar sua caminhonete e ficou seis dias foragido, até se entregar.

Em depoimento, ele disse que matou a mulher após discussão motivada por ciúmes de uma prima dele. Ele disse não saber por que matou a criança, mas contou na hora da briga “ficou cego de raiva e não viu” o que estava fazendo.

De acordo com a polícia, a criança assistiu ao assassinato da mãe antes de morrer.

Wanderson também confirmou à polícia que tinha matado o fazendeiro para roubar seu carro para fugir.

Após matar o fazendeiro para roubar sua caminhonete, Wanderson tentou ainda estuprar sua mulher, mas não conseguiu e atirou no ombro dela, que caiu no chão e fingiu-se de morta. Assim que ele saiu a mulher pediu ajuda e foi socorrida com vida.

Em 2019, o caseiro já tinha sido preso por tentar matar a ex-mulher. Ele também confessou outra morte no Maranhão e um latrocínio (roubo seguido de morte) em Minas Gerais.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos