Foco

VÍDEO: PM é flagrado ao arrastar jovem negro algemado a moto, em SP

Cena foi registrada em avenida na Zona Leste; após repercussão, policial militar foi afastado

Um policial militar foi flagrado em um vídeo ao puxar um jovem negro algemado a uma moto, na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, na região da Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo. As imagens, que circulam nas redes sociais, mostram que o rapaz estava com o pulso preso à traseira do veículo e apresentava dificuldades de andar (veja abaixo). Após a repercussão do caso, a Secretaria de Segurança Pública informou que o PM foi afastado.

O vídeo foi feito por pessoas que estavam dentro de um veículo e ficaram revoltadas com a cena. Nele, é possível ver o jovem detido de calça preta e camiseta de manga comprida, correndo atrás da moto conduzida por um policial militar.

Na manhã desta quarta-feira (1º), a ex-deputada federal Manuela D’Ávila compartilhou as imagens e destacou que esse tipo de cena não pode ser normalizada. “Heranças da escravidão que persistem no Estado brasileiro”, apontou ela, cobrando explicações da Polícia Militar.

LEIA TAMBÉM:

De acordo com a boletim de ocorrência, o jovem arrastado pelo PM tem 18 anos e foi preso por suspeita de tráfico de drogas e de dirigir sem habilitação. Ele teria furado um bloqueio policial e foi detido por volta das 15h de terça-feira (30).

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que, “imediatamente após tomar ciência das imagens”, a Polícia Militar determinou a “instauração de um inquérito policial militar para apuração da conduta do referido policial e o seu afastamento do serviço operacional”.

O texto destacou, ainda, que a “Polícia Militar repudia tal ato e reafirma o seu compromisso de proteger as pessoas, combater o crime e respeitar as leis, sendo implacável contra pontuais desvios de conduta.”

Repercussão

Nas redes sociais, a ex-prefeita de São Paulo e deputada federal Luiza Erundina (PSOL-SP) classificou o episódio como desumano. “É uma atitude covarde e desumana que escancara o racismo presente em nosso país. É absurdo!”, escreveu.

Já o deputado federal Ivan Valente (PSOL) disse que o ato é “repugnante”. “Nada justifica a tortura! PM arrasta homem negro algemado em moto por rua de SP. Ação cruel, repugnante, governo estadual precisa tomar atitude enérgica e exemplar sobre o caso. Não podemos aceitar que o bolsonarismo da pior espécie tome conta dos órgãos de segurança”, escreveu no Twitter.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos