Foco

Corujão da Saúde oftalmológico pretende zerar a fila em São Paulo até dezembro

De acordo com secretário da Saúde, serão feitos 51 mil atendimentos

O governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira a segunda etapa do ‘Corujão da Saúde’, que pretende atender desta vez a demanda de pacientes com problemas oftalmológicos.

De acordo com o governo, serão feitas 51 mil atendimentos, entre exames, consultas e cirurgias em 46 ambulatórios médicos de especialidades e 10 hospitais estaduais.

O objetivo, segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, é zerar a fila de atendimento até o final de 2021.

A demanda total prevê 11.794 consultas, 23.112 exames e 16.177 cirurgias e para atender e cumprir os prazos definidos para acabar com a fila o governo pretende estender o horário para atendimentos diurnos e noturnos.

A primeira fase do Corujão da Saúde, anunciada no começo de outubro, teve como foco pacientes oncológicos e já realizou, segundo Gorinchteyn, mais de 300 mil exames.

MAIS MÉDICOS

Durante a coletiva de imprensa desta quarta-feira, o governo anunciou ainda a contratação de mais mil profissionais da saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistentes sociais para reforçar o atendimento nos hospitais públicos de São Paulo.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos