Foco

Mãe desabafa sobre morte de bebê gêmea levada por enchente no RS: “Perdoa não ter te pegado”

Gabrielli Silva, 24, passou uma semana em busca da filha de 6 meses, que caiu de barco durante resgate

Pequena Agnes tinha apenas seis meses
Mãe faz desabafo emocionado sobre bebê gêmea que caiu de barco durante enchente no RS e foi achada morta (Reprodução/Prefeitura de Canoas/Instagram)

ANÚNCIO

Após uma semana de angústia sem notícias da filha Agnes, de apenas seis meses de vida, a jovem Gabrielli Silva, de 24 anos, se pronunciou sobre a morte da menina. A garotinha, que era gêmea, caiu de um barco no momento em que a família era resgatada de uma enchente, em Canoas, no Rio Grande do Sul, no último dia 4. O corpo dela foi achado no domingo (12).

ANÚNCIO

“Infelizmente, a história não acabou como queria, agora este vazio da foto vai ser eterno, agora a saudade e a lembrança vão fazer morada. Agora eu não tenho uma palavra que possa descrever a minha dor porque como vou viver faltando uma peça no meu quebra-cabeça! A minha miss simpatia agora está no céu sorrindo para Deus, no colinho dele”, escreveu Gabrielli, em postagem nas redes sociais.

“Como vou continuar caminhando sem me culpar por tudo? Sei que ninguém teve culpa! NINGUÉM! muito menos as pessoas que se disponibilizaram em nos salvar, a todos que estavam dando a vida para nos salvar toda minha gratidão, vocês são meus heróis”, ressaltou a jovem sobre a equipe que a resgatou de casa com as gêmeas e outros dois filhos. Porém, o barco em que eles estavam virou e Agnes desapareceu na enchente.

“A nossa luta diária de cada segundo de angústia acabou e agora você pode descansar no colo de Deus minha vidinha. Minha tão sonhada Agnes, a mamãe NUNCA, JAMAIS, vai deixar você ser esquecida, porque onde eu puder vou levar teu nome junto a Deus. Quando te abraçava pediu para Deus não deixar nunca eu esquecer os momentos de carinho, cheirinho, beijinhos. Te amo daqui a eternidade miss simpatia, e perdoa a mamãe por não ter conseguido ter te pegado filha, perdoa a mamãe, amor, me perdoa”, lamentou Gabrielli.

O Corpo de Bombeiros e equipes de resgate faziam buscas por Agnes, mas o corpo dela foi achado no domingo.

Mortes das chuvas no RS

Dados da Defesa Civil do Rio Grande do Sul mostram que o número de vítimas fatais das chuvas chegou a 145 no estado. De acordo com o último balanço, divulgado na noite de domingo, 132 pessoas seguiam desaparecidas e havia o registro de 806 feridos.

O número de pessoas fora de suas casas passou de cerca de 441 mil para mais de 618 mil. Mais de 81 mil estão em abrigos e 538 mil estão desalojados, ficando em casa de amigos e parentes.

ANÚNCIO

E a meteorologia prevê mais chuva as cidades da região metropolitana de Porto Alegre nesta segunda-feira (13), com a possibilidade do lago Guaíba atingir até 5,5 metros nas próximas 48 horas.

A chegada de uma frente fria traz um novo desafio para as autoridades que lutam para abrigar milhares de pessoas que perderam suas casas e há previsão de geada nas cidades do extremo sul do Rio Grande do Sul a partir de hoje.

Um novo alerta de risco foi emitido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres (CEmaden), já que alguns dos principais rios continuam subindo e gerando inundações severas em dezenas de cidades.

Chuvas já mataram 145 pessoas no Rio Grande do Sul AP (Carlos Macedo/AP)

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias