Foco

“Estou em casa esperando que venham e me matem”

Declaração chocante da única mulher prefeita do Afeganistão mostra impacto da retomada do poder pelo Talibã.

Zarifa Ghafari

Zarifa Ghafari, 29 anos, é ativista dos direitos das mulheres, empresária e a única prefeita mulher no Afeganistão. Conforme ela declarou, com a retomada do poder pelo Talibã ela apenas está “em casa esperando que venham e me matem”.

Sua luta pelos direitos das mulheres e direitos humanos ganhou notoriedade mundial. Por este motivo ela iniciou sua carreira na política tendo sido eleita como a única prefeita mulher do Afeganistão.

Com a retomada do poder pelo Talibã, as mulheres foram reduzidas novamente aos papéis domésticos e ao cuidado com os filhos. Ghafari permanece em sua casa, na companhia de sua família aguardando os rebeldes.

Confira também:

  1. Malala Yousafzai demonstra preocupação com a retomada do poder pelo Talibã
  2. Estudante britânico de 22 anos está preso no Afeganistão
  3. Garota afegã chora e compartilha temores sobre ascensão do Talibã; assista ao vídeo
  4. Mais de 60 países pedem para que afegãos e estrangeiros possam deixar Afeganistão

Segundo declarado por ela à mídia inglesa ela reconheceu estar esperando pelo pior. “Estou sentada aqui esperando que eles venham. Não há ninguém para me ajudar ou ajudar a minha família. Estou apenas sentada com eles e meu marido. Eles virão atrás de pessoas como eu e me matarão. Eu não posso deixar minha família. De qualquer forma, para onde eu iria?”.

Atentados anteriores

Conforme noticiado pelo Publimetro, Zarifa Ghafari já sofreu ataques anteriores. A responsabilidade pelos atentados foi atribuída ao próprio Talibã ou ao Estado Islâmico.

Em um destes ataques seu pai foi assassinado. Mesmo diante da morte dele Ghafari permaneceu forte em suas crenças, “Meu pai gostaria que eu permanecesse firme”, declarou a prefeita.

Em reconhecimento a sua luta e ao seu trabalho ela recebeu o Prêmio Internacional Mulheres de Coragem, concedido pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos