logo
/ Foto: Divulgação / Foto: Divulgação
Foco 09/06/2021

Governo de SP antecipa vacinação de população sem comorbidades

Por : Metro World News

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira a antecipação em 15 dias do início a vacinação contra covid-19 da população em geral que não possuem comorbidades.

De acordo com o novo calendário, a primeira faixa a ser vacinadas será entre 55 e 59 anos, a partir do próximo dia 16 de junho.

Entre 9 e 19 de julho, a imunização será feita nas pessoas na faixa de 54 anos. A partir de 20 de julho, começam a receber a vacina as pessoas entre 50 e 53 anos e em agosto a população a partir de 45 anos.

LEIA TAMBÉM:

Doceria vendia trufas e biscoitos recheados com maconha

Caso Madeleine McCann: Vidente revela paradeiro e polícia realizará investigação

Veja programação completa das faixas de vacinação da população sem comorbidades.

Entre 55 e 59 anos – Entre 16 de junho a 8 de julho
54 anos – Entre 9 a 19 de julho
Entre 50 e 53 anos – Entre 20 de julho a 3 de agosto
Entre 45 e 49 anos – Entre 4 a 18 de agosto
Entre 40 e 44 anos – Entre 19 a 28 de agosto
Entre 35 e 39 anos – Entre 29 de agosto e 7 de setembro
Entre 30 e 34 anos – Entre 8 a 17 de setembro
Entre 25 e 29 anos – Entre 18 a 27 de setembro
Entre 18 e 24 anos – Entre 28 de setembro a 18 de outubro

Profissionais da Educação de São Paulo

Os profissionais da educação básica de 18 a 44 anos começam a serem vacinados contra covid-19 a partir desta sexta-feira (11) nos postos de saúde do estado de São Paulo, conforme o anúncio do governador João Doria.

A faixa anterior, de 45 a 49 anos, iniciou a imunização nesta quarta-feira, de acordo com o calendário do Programa Estadual de Imunização.

Portadores de deficiência

A partir desta quinta-feira, o estado de São Paulo começa a vacinar todas as pessoas com deficiência permanente (aquelas que não recebem benefício do BPC) física, sensorial e intelectual.  

Para receber a vacina, esse grupo deve apresentar um laudo médico que comprove a deficiência ou documento oficial que indique a deficiência. A expectativa do governo é de vacinar pelo menos 1 milhão de pessoas nesse grupo.

Grávidas sem comorbidades

A partir desta quinta-feira, todas as grávidas e puérperas a partir de 18 anos sem comorbidades já podem se imunizar em qualquer posto de saúde da Capital.