logo
/ Facebook / Facebook
Foco 30/10/2020

Antes de morrer, brasileira assassinada em atentado na França pediu para dizer aos filhos que ela os amava

Simone Barreto Silva era brasileira, tinha 44 anos e foi morta em atento em Nice, na França

A comunidade de brasileiros que moram na Franca está de luto. Isso porque a baiana Simone Barreto Silva, de 44 anos, foi morta durante o atentado em Nice.

Segundo informações da BBC, ela aguardava a missa do dia na basílica de Notre-Dame quando um homem, identificado pela polícia como Brahim Aioussaoi, começou a esfaquear as pessoas que ali estavam.

Testemunhas afirmaram que Simone foi atacada diversas vezes, mas conseguiu fugir. Ela conseguiu ir até um restaurante próximo e avisou do atentado. A brasileira ainda pediu para transmitirem aos seus filhos que ela os amava.

“Ela atravessou a rua, cheia de sangue (…) Ela ainda falava, dizia que ainda havia alguém lá (dentro da igreja)”, disse Brahim Jelloule, proprietário da pizzaria L’Unik, em frente à basílica, em entrevista ao canal televisivo France Info. A brasileira morreu uma hora depois ao ataque.

O Itamaraty divulgou uma nota identificando Simone. “O governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 40 anos, mãe de três filhos, residente na França. O presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e governo franceses”, escreveu o órgão em nota.

LEIA TAMBÉM