Ministro do Meio Ambiente defende 'passar a boiada' na Amazônia durante pandemia

Por Metro World News

Em vídeo de reunião ministerial divulgado nesta sexta-feira (22) no site do Supremo Tribunal Federal, o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles fala sobre as atividades de sua pasta durante a pandemia do coronavírus.

Na gravação, ele comemora a mudança de foco da imprensa para a crise de saúde, e cita uma oportunidade para passar reformas "infralegais" na floresta amazônica.

"Nós temos a possibilidade nesse momento que a atenção da imprensa está voltada quase que exclusivamente para a covid, e daqui a pouco para a Amazônia, o General Mourão tem feito aí os trabalhos preparatórios para que a gente possa entrar nesse assunto da Amazônia um pouco mais calçado", começa. Salles continua:

"A oportunidade que nós temos, que a imprensa não está… Está nos dando um pouco de alívio nos outros temas, é passar as reformas infralegais de desregulamentação, simplificação, todas as reformas que o mundo inteiro nessas viagens que se referiu o Onyx (Lorenzoni) certamente cobrou dele".

O ministro fala em aproveitar uma ausência de cobertura noticiosa na questão do meio ambiente para "ir passando a boiada", "mudando todo o regramento e simplificando normas".

Por último, Ricardo Salles defende que o governo e seu ministério não precisam de apoio do poder Legislativo para atingir seus objetivos para com o meio ambiente. "Não precisamos de Congresso. Porque coisa que precisa de Congresso também, nesse fuzuê que está aí, nós não vamos conseguir aprovar. Agora tem um monte de coisa que é só parecer, caneta, parecer, caneta", propôe.

"Então, isso aí vale muito a pena. A gente tem um espaço enorme para fazer."

VALE BANNER 1500x1250
Loading...
Revisa el siguiente artículo