Minas Gerais tem 101 cidades em emergência após fortes chuvas

Decreto publicado ontem permite que prefeituras consigam ajuda de forma mais rápida. Já são 47 mortos

Por Metro World News São Paulo

O governo de Minas Gerais publicou ontem decreto em edição extra do Diário Oficial que reconheceu a situação de emergência de 101 cidades em função das fortes chuvas desde o início do ano.

As tempestades já provocaram estragos em milhares de residências e vias públicas, inúmeros alagamentos e deslizamentos de terra e o transbordamentos de rios e córregos, além de mortes.

Segundo o último balanço da Defesa Civil, 47 pessoas morreram, sendo 13 só na capital, Belo Horizonte. Outras quatro pessoas estão desaparecidas e 18 mil moradores estão desabrigados ou desalojados em todo o estado.

O decreto tem validade de 180 dias e permite que as prefeituras realizem com mais rapidez os processos para a recuperação dos estragos e para o auxílio das famílias atingidas.

Os estados vizinhos de Minas Gerais também têm sofrido com as fortes chuvas. No Espírito Santo, que já registrou nove mortes, 11 mil pessoas foram obrigadas a deixar as suas casas e 20 municípios estão em alerta máximo para alagamentos e deslizamentos.

No Rio de Janeiro, os temporais provocaram duas mortes, em Itaperuna e Porciúncula, e deixaram 15 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas em oito cidades no norte do estado.

As chuvas estão mais fortes na região por conta da combinação da chamada zona de convergência do Atlântico, que traz a umidade da Amazônia para o Sudeste, com outros fenômenos, como frentes frias e um ciclone que se formou no mar entre o Rio e Espírito Santo. Mais tempestades podem ocorrer ao longo da semana. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo