Prefeitura quer construir mais de 170 km de ciclovias até o fim de 2020

Por Metro World News

A Prefeitura de São Paulo anunciou na quinta-feira (12) o novo Plano Cicloviário da cidade, que prometeu construir 173 quilômetros de ciclovias até o fim de 2020. A zona leste ganhará 5,7 quilômetros, entre as estações Tatuapé e Parque Dom Pedro 2º da linha 3-Vermelha do Metrô, e a zona oeste terá novos trechos nas avenidas Rebouças e Henrique Schaumann, conectando a malha até as avenidas Sumaré, Paulista e Faria Lima e chegando até a Berrini.

Além das novidades, 310 quilômetros de vias já existentes passarão por reformas e melhorias. De toda essa extensão, 24,2 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas já receberam sinalização adequada e foram entregues, como as faixas Artur de Azevedo, Corifeu de Azevedo Marques e George Corbisier. Para determinar os trajetos foram levado em conta elementos como falta de sinalização em cruzamentos, degradação do pavimento e volume de utilização

Veja também:
Bruno Covas tem alta da UTI após sangramento no fígado
FGTS: Saque complementar de até R$ 998 será liberado no próximo dia 20

O projeto ainda prevê o remanejamento de 12 quilômetros da malha cicloviária, considerando a segurança dos usuários, a fluidez no trânsito e a falta de integração com outros modais de transporte. Nenhum quilômetro será retirado.

O investimento no novo plano será de R$ 325 milhões, somados a R$ 250 milhões destinados ao projeto de recapeamento. Para elaborar o plano, foram realizadas 10 audiências públicas, com o objetivo de tornar as vias mais seguras e qualificadas.

"As ações devem ser finalizadas até 31 de dezembro de 2020. Mas vamos trabalhar no sentido de acelerar os processos", afirmou o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram.

Houve redução de 61% no número de óbitos envolvendo ciclistas desde que as ciclovias e ciclofaixas foram implementadas na cidade.

Loading...
Revisa el siguiente artículo