Foco

Versão de motorista que atropelou ciclista não convence a polícia

O delegado Miguel Ferreira da Silva, do 4º Distrito Policial de Diadema, disse na quinta-feira (7) que há “incongruência” no depoimento prestado pelo motorista Sérgio Meliunas, 45 anos, que dirigia o veículo que atropelou e matou o ciclista Dorgival Francisco de Souza, 59 anos, no domingo, na rodovia dos Imigrantes, em Diadema. Além de não prestar socorro, o acusado jogou o braço da vítima, que ficou preso ao carro, após percorrer 2 km do local do atropelamento.

Meliunas foi preso na noite de anteontem no local onde trabalha como motorista de ônibus, em São Bernardo. A polícia chegou até ele depois de denúncia anônima. O carro danificado estava escondido na residência dele, no Jardim Laura.

Leia mais:
Motorista que atropelou e matou ciclista na Imigrantes diz que fugia de bandidos
Polícia apura morte de ciclista que teve braço decepado em estrada de SP

Meliunas afirmou para a polícia que estava em alta velocidade no acostamento onde atingiu o ciclista porque fugia de bandidos. “Dois motoqueiros encostaram em mim para levar meu carro. Então ouvi gritos de ‘perdeu, perdeu’. Saí correndo em disparada. Ali é escuro. Como você vai ver alguém de bicicleta em sua direção? Fiquei apavorado. Não sabia o que fazer”, afirmou à imprensa quando chegava à delegacia.

Ele disse ainda que na hora da colisão achou que o impacto no para-brisa era uma pedra, e não o braço.

O delegado disse não ter motos nas imagens das câmeras da rodovia que mostram o carro do motorista. Além disso, ele não parou para pedir ajuda no posto policial que há na via. A versão sobre a pedra também não convenceu. “O braço adentrou pelo para-brisa. É um braço inteiro para ele dizer que não viu”, afirmou.

Meliunas vai responder por homicídio doloso, omissão de socorro, fuga do local do acidente e ocultação decadáver.

Motorista já se envolveu em acidente
Em 2007, o motorista Sérgio Meliunas já havia se envolvido em um acidente de trânsito que resultou em morte em São Bernardo, no ABC.

Motorista de ônibus, ele dirigia o veículo e se envolveu em um acidente de trânsito, em que algumas pessoas acabaram feridas. Um mês depois, uma das vítimas teve uma complicação e morreu por problemas no coração.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos