Foco

Motoristas do Uber e taxistas podem ser punidos após agressões no DF

Após seguidos episódios de conflitos envolvendo taxistas e motoristas do Uber, o governo do Distrito Federal promete, enfim, dar um passo para a punição dos casos de violência. Na terça-feira à noite, quatro irmãos foram agredidos por taxistas que os confundiram com motorista e passageiros do Uber. A Secretaria de Mobilidade do DF informou que está apurando o caso e afirmou que os motoristas envolvidos perderão a permissão.

O caso não foi o primeiro do DF – em julho de 2015 um homem foi confundido com motorista do Uber no aeroporto e atacado por taxistas. Em outubro do mesmo ano, um motorista do serviço foi apedrejado e teve o carro amassado no Setor Hoteleiro Norte.

A presidente do Sindicato dos Taxistas do DF, Maria do Bonfim, justifica que ambas as partes estão “à flor da pele”. Ela pede que todos tenham “calma” e “paciência” até que o projeto de regulamentação saia da gaveta na CLDF.

Distritais reagem

O projeto de regulamentação de transporte por aplicativos como o Uber estava parado na Câmara Legislativa do há seis meses, mas os recentes conflitos tiraram o texto da gaveta. A presidente da Casa, Celina Leão (PPS), garantiu ontem que o tema será votado no próximo dia 21.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos