Estilo de Vida

Caso Madeleine McCann: Investigador afirma ter 100% certeza que homem sequestrou e matou criança

Novas declarações ganharam as notícias!

Após mais de uma década do desaparecimento de Madeleine McCann, ocorrido a 3 de Maio de 2007 num hotel da Praia da Luz, em Portugal, investigadores afirmam ter certeza de quem é o culpado pelo crime conhecido mundialmente.

De acordo com o Metro Reino Unido, o promotor alemão, Hans Christian Wolters, afirmou estar muito perto de esclarecer o caso, que tem Christian Brueckner, de 44 anos, como o principal suspeito do assassinato da menina.

“Temos certeza de que temos o homem que a sequestrou e matou”, disse Wolters, revelando que existem provas e que querem seguir com a acusação reunindo o melhor conjunto de evidências possíveis.

Até agora a investigação não aponta como a menina foi morta, também não conta com DNA ou evidência fotográfica ligando Madeleine ao agressor sexual.

“Tudo o que posso fazer é pedir sua paciência. Pessoalmente, acho que uma conclusão será alcançada no próximo ano”, comunicou.

Brueckner, preso por estupro e com uma longa ficha criminal, se declara inocente no caso Madeleine McCann e o Ministério Público alemão acredita que a menina teria sido assassinada em Portugal poucas horas depois do sequestro.

O passado de Christian Brueckner

O jornal The Times investigou o passado do acusado e revelou que sua infância foi “torturante” e que sua própria mãe convivia com criminosos locais.

Antes mesmo viver com uma família adotiva, ele viveu um orfanato. Mais tarde, junto aos seus irmãos, passou por agressões e espancamentos. Sua mãe adotiva, identificada como Brigitte, foi descrita como “brutalmente dominante”.

O pai adotivo de Brueckner, Fritz , costumava “chicoteá-los no traseiro nu, gritando: ‘Se você chorar, haverá mais!’”.

Vizinhos e amigos próximos da cidade de Würzburg, na Alemanha, apontaram que os adultos haviam ficado com a custódia dos menores apenas pelo dinheiro que o Estado lhes deu.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos