logo
/ Reprodução - Instagram / Reprodução - Instagram
Estilo de Vida 08/06/2021

Organismo zumbi: investigadores encontram espécie de 24 mil anos congelada na Sibéria que ainda pode se reproduzir

Por : Metro World News

Pela primeira vez na história, pesquisadores russos descobriram recentemente ‘rotíferos’. De acordo com o jornal The Guardian, são pequenos animais multicelulares (chamado popularmente de organismo zumbi) que só são visíveis ao microscópio e que voltaram à ‘vida’ depois de passar 24 mil anos congelados na Sibéria.

O estudo, publicado na revista Current Biology, mostrou que alguns microrganismos podem resistir a longos períodos de tempo na criptobiose, um estado em que os processos metabólicos estão “quase” completamente suspensos. 

Como divulgado, pesquisadores anteriores conseguiram mostrar que esses “rotíferos bdeloides” poderiam sobreviver até 10 anos congelados.

Mas, neste estudo atual usando datação por radiocarbono, é a “prova mais cabal até o momento de que animais multicelulares podem resistir a dezenas de milhares de anos em criptobiose “, enfatizou Stas Malavin, do Instituto de Problemas Físico-Químicos e Biológicos em Ciências do Solo em Pushchino, Rússia. 

‘Organismo zumbi’: investigadores encontram espécies de 24 mil anos congeladas na Sibéria que ainda podem se reproduzir
Reprodução – Instagram

Organismo zumbi: investigadores encontram espécie de 24 mil anos congelada na Sibéria que ainda pode se reproduzir

Como informado pelo site Meganoticias nesta semana, a conclusão dos pesquisadores russos é que um organismo multicelular pode congelar e ser armazenado como tal por milhares de anos e então trazido de volta à vida, um sonho de muitos escritores de ficção. 

“Claro, quanto mais complexo o organismo, mais difícil é mantê-lo vivo congelado, e para os mamíferos isso não é possível atualmente. No entanto, passar de um organismo unicelular a um organismo com intestino e cérebro, embora microscópico, é um grande passo “, concluiu Malavin. Confira postagem:

Texto com informações do site Meganoticias

LEIA TAMBÉM: