Por que só tenho relações passageiras?

Tem gente que só consegue manter relações curtas. Descubra por que isso acontece com você

Por Bruna Rafaele

Algumas pessoas só conseguem manter relacionamentos por um curto período de tempo. Em muitos casos, elas nem percebem que seus relacionamentos são curtos, porque estão inseridas neles e culpam sempre o ex pelo término da relação.

Se você é uma dessas pessoas, já se fez a pergunta: por que só tenho relações passageiras? Tenho pacientes que eu os considero que são do tipo sazonais – não conseguem ficar por mais de três meses com alguém.

No início, a relação é maravilhosa, parece que foram feitos um para o outro, mas depois começam a aparecer as diferentes realidades dos pares e nada se encaixa tão bem assim.

Pessoas que seguem suas vidas com relações passageiras, em muitos casos, são movidas por paixões. A cada relação elas descobrem algo no parceiro que as encanta e, logo depois, desencantam – às vezes, pelo mesmo motivo.

Quem vive entrando e saindo de relações curtas, normalmente, mesmo que de forma inconsciente, não está realmente interessado em ficar em um relacionamento. Por isso, não mantém pensamentos e atitudes que nutrem o compromisso de ter um par.

Essas pessoas, de fato, carregam muita culpa sobre o término do relacionamento – que às vezes nem cabe a ela – e se queixam muito do parceiro anterior.

Elas não percebem, entretanto, que todos os seus relacionamentos têm traços em comum: falta da verdadeira entrega de sua parte e de entendimento sobre quem é realmente o outro.

RELAÇÕES PASSAGEIRAS x PAIXÃO

Quando a gente está apaixonado por alguém, com frequência, existe cegueira com relação ao que o outro é mas, ao mesmo tempo, tem grande intensidade de desejo por ter o outro ao nosso lado, muita impulsividade, sem ter muito julgamento sobre o que os dois estão construindo ao longo da relação.

Tudo isso porque a pessoa apaixonada simplesmente ama no outro o que ela tem de semelhante, nunca é algo de diferente.

Quando a gente está apaixonado, quer o outro sem respeitar os limites do tempo e do espaço. Por isso, quer demais o outro e, por consequência, pode surgir excesso de cobranças.

Com isso, acaba não respeitando a vontade, nem a disponibilidade do parceiro e agindo como se fosse a única prioridade possível na vida do par.

A pessoa apaixonada simplesmente ama no outro o que ela tem de semelhante, nunca é algo de diferente.

Também tem o fator tempo em relação à duração da paixão. Se apaixonar é um processo que tem início, meio e fim. Geralmente, são ciclos curtos, que, em média, duram de 3 meses a 1 ano, o que depende muito dos envolvidos.

Se a paixão for alimentada durante uma relação, ela pode vir a durar mais e a se transformar num grande amor.

As relações passageiras podem se repetir muito na vida de alguém e isso indica o quanto de dificuldades para se relacionar com maior compromisso com o parceiro ela tem.

Pode demonstrar que a pessoa tem barreiras emocionais que a impedem de viver um amor verdadeiro, desses que podem durar por toda uma vida.

INTENSIDADE X TEMPO

Não há relação lógica entre intensidade e tempo de duração em um relacionamento. Quem nunca viveu um relacionamento relâmpago que deixou grandes aprendizados na sua vida que atire a primeira pedra.

Em muitos casos, pessoas que terminam seu relacionamento curto sem muitos motivos acreditam que deixaram algo mal resolvido e sempre nutrem um pensamento de que um dia vão reatar a relação.

Mas nem sempre isso acontece. E, a pessoa dá continuidade à sua vida, e deixa um pé neste passado, o que acaba atrapalhando suas novas relações porque tem o fantasma do passado sempre por perto.

RELAÇÕES PASSAGEIRAS X IDADE

Certamente, há uma ligação entre a idade emocional das pessoas e seus tipos de relacionamentos.

Pessoas mais maduras emocionalmente tendem a criar relacionamentos mais duradouros, enquanto pessoas que têm uma idade emocional associada à fase da adolescência vivenciam maior quantidade de relações passageiras.

POR QUE SÓ TENHO RELAÇÕES PASSAGEIRAS?

Voltando à questão inicial do texto, se você tem muitas experiências de relacionamentos passageiros e não consegue namorar por muito tempo, faça a si mesmo alguns questionamentos:

  • Você sabe quais são os verdadeiros motivos que te levam a ter relacionamentos curtos?
  • Quem são estas pessoas com quem você se relaciona? Elas têm algo em comum?
  • Por que você acredita que vive este tipo de relacionamento?
  • É uma escolha sua ou um bloqueio emocional para lidar com seus elos afetivos?
  • Você vive relacionamentos sem grandes compromissos, por que fica deixando espaço na sua vida para uma pessoa em especial voltar?
  • Você tem medo de se prender a um relacionamento?
  • O que você perde se você escolher entrar num relacionamento com a intenção de não terminar?

Estas perguntas são para te nortear sobre a sua realidade.

Caso você encontre suas respostas e queira melhorar a qualidade do seu relacionamento, pode me procurar, porque adoro trabalhar esses assuntos!

+ Tudo que você quer saber sobre signos: características, elementos e mais.

+ Veja quais são as previsões para os signos em 2020 e como aproveitar as oportunidades.

+ Veja as previsões do tarot para o amor para seus próximos três meses.

+ Você sabe qual é o seu ascendente? Saiba tudo aqui.

Bruna Rafaele

Psicanalista, especialista em Saúde Mental. Faz atendimentos presenciais no Rio de Janeiro e consultas online no Personare.

[email protected]

Loading...
Revisa el siguiente artículo