logo
Esporte
Doodle do Google homenageia as Olimpíadas de Tóquio / Reprodução/GoogleDoodle do Google homenageia as Olimpíadas de Tóquio / Reprodução/Google
Esporte 23/07/2021

Google homenageia as Olimpíadas de Tóquio com joguinho retrô

O game traz a personagem “Lucky” como protagonista e reúne sete modalidades esportivas

Por : Metro World News

O Google faz uma homenagem aos Jogos Olímpicos de Tóquio, que começaram oficialmente na manhã desta sexta-feira (23), com um game interativo no estilo retrô. Quem quiser conferir o joguinho basta acessar a página do site de buscas.

O game, que traz a personagem “Lucky” como protagonista, reúne sete modalidades esportivas inspiradas nas Olimpíadas, entre elas tênis de mesa, rugby, tiro com arco, nado artístico, maratona, skate e escalada.

Leia também:

Chamado de Doodle Champion Island, o game inicia ao clicar no ícone de play, localizado no centro da imagem. Nele, o jogador passa a fazer parte de uma equipe que vai competir contra campeões de cada modalidade esportiva.

Segundo o Google, a cada fase que o jogador conseguir alcançar, serão apresentados desafios e missões paralelas.

O game é fruto de uma parceria com o estúdio de animação japonês STUDIO 4ºC e, segundo o Google, conta com uma estética retrô de 16 bits, como o de games de consoles da década de 1990, como o Mega Drive e Super Nintendo.

Olimpíadas

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começaram oficialmente nesta sexta-feira, depois de terem sido adiados por um ano em razão da Covid-19. A cerimônia de abertura durou três horas e meia e não teve a presença do público, em função das medidas de controle da pandemia.

Cerca de 950 dos mais de 11 mil participantes, entre atletas e representantes dos países, desfilaram. A maioria das nações usaram um homem e uma mulher como condutores da bandeira, em defesa da igualdade de gênero.

Entre os presentes estiveram o imperador japonês Naruhito, responsável por declarar a abertura das competições, a primeira-dama dos Estados Unidos, Jill Biden, e o presidente francês Emmanuel Macron.