Brasileirão: Paulistas entram em campo pela 14ª rodada com a missão de se firmar na disputa

Por Wilson Dell'Isola - Metro World News

Tudo bem, a bola rola nesta quarta-feira (7) apenas pela 14ª das 38 rodadas previstas no Campeonato Brasileiro. Só que, tal qual um carnaval de rua – saudades! –, os times já começam a se dividir em blocos. Tem aqueles que disparam no pelotão da frente, outros “isentões” no centro da tabela, aqueles que já descobriram que a briga será para não ser rebaixado…
Entre os quatro grandes paulistas, a situação ainda segue um pouco embolada.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Vale Outubro

Veja só o caso do Corinthians: na 14ª posição, está a cinco pontos tanto do G-6 como do lanterninha. Qual botão do elevador o Timão vai apertar ainda é incerto, mas o duelo desta noite pode dar uma pista. Às 19h, na Neo Química Arena, o alvinegro receberá a visita do Santos. Que “ótimo” adversário para afastar a crise, não?
Das cinco vitórias do Peixe, três foram fora de casa. E os comandados de Cuca querem vencer a quarta no clássico para não deixar o grupo da frente desgarrar. Com 20 pontos, o time da Baixada está em 6º lugar, o primeiro do grupo que se garante na próxima Libertadores – nesta edição o Santos está muito bem, obrigado, já classificado para as oitavas de final.
A mesma condição vive o Palmeiras no torneio continental. No nacional, o Verdão ainda tenta se livrar da “empate dependência”. Mesmo com sete resultados iguais na contagem, o Palmeiras ainda consegue estar em 3º, com 22 pontos. O Galo, líder, tem 27. Na última rodada, o time de Luxemburgo venceu (2 x 1 contra o Ceará). Às 21h30, a torcida espera três pontos no Rio diante do Botafogo. Mas existe um ponto (com perdão do trocadilho): o alvinegro tem nove empates e é a equipe campeã nesse quesito.
O São Paulo, que já deu adeus à Libertadores e vive uma constante oscilação no Brasileiro, recebe o Atlético-GO no Morumbi, às 20h30. O time do questionadíssimo Fernando Diniz, que já visitou lugares mais altos da tabela, agora está em 7º, com 20 pontos. Uma vitória poderia vir acompanhada de um pouco de trégua nas críticas e colocar a equipe de volta no bloco dos primeiros… uma derrota, porém, pode deixar o Tricolor precisando de binóculo para enxergar esse grupo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo