Esporte

Cuca revela temor em escalar Gabriel Jesus no clássico contra o São Paulo

Aos sete minutos do segundo tempo do clássico entre Palmeiras e São Paulo, nesta quarta-feira, o técnico Cuca decidiu colocar o garoto Gabriel Jesus em campo. O treinador do clube alviverde, no entanto, revelou que temeu em escalar o atacante, que havia jogado na terça-feira pela seleção brasileira contra a Colômbia. Tudo porque teria que se explicar caso o atleta se machucasse.

“O Gabriel eu não queria lançar ele com sete minutos do segundo tempo, queria por depois dos 20. Ele viajou e temos que agradecer o Paulo Nobre, o Alexandre Mattos e a fisioterapia do clube, porque era um risco muito grande colocar ele desde o começo. Tudo o que eu não queria era ter que vir explicar uma lesão dele. Agora ele tem tempo pra recuperar”, falou Cuca.

Cuca revelou também que para esperar por Moisés, ele nem sequer fez a preleção ou divulgou a escalação no hotel para os jogadores. Ele queria fazer um teste físico com o atleta para ver se ele teria condições de jogar, assim como fez, mesmo não tendo treinado na semana. Para o treinador, isso não era necessário.

“O Moisés é muito importante para o nosso time. Ele não precisa treinar, ele tem um lastro de preparação física invejável. Com o tornozelo machucado, não preciso expor ele a um treino tático. Não escalei e não fiz preleção no hotel porque tinha que fazer um teste físico antes do jogo, para não perder ele com dez minutos, como já aconteceu”, explicou Cuca.

Para Cuca, o equilíbrio no Campeonato Brasileiro vai continuar até o fim, e dificilmente algum time vai conseguir disparar na frente. Por isso, cada ponto é importante.

“Os três primeiros colocados venceram na rodada. O jogo contra o Grêmio será muito complicado, mas faltam 15 rodadas e nós temos nossa meta na frente. Não vai ter um time disparando em um campeonato igual esse, por isso, manter a vantagem já é grande coisa”, analisou.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos