Entretenimento

De volta, Almir Sater é só elogios para nova versão de ‘Pantanal’

O músico usou as redes sociais para celebrar o retorno da novela; agora ele vai contracenar com o filho

Almir Sater está de volta às novelas como Eugênio, personagem do remake de “Pantanal”, da Globo. Nesta versão da trama de Benedito Ruy Barbosa, o músico não será Trindade, papel que viveu há 32 anos, quando o folhetim foi exibido pela primeira vez.

Desta vez, o artista afirmou que gravar a novela trouxe uma sensação diferente, já que ele estará ao lado de Gabriel Sater, seu filho na vida real, que será responsável por Trindade: “Tenha certeza que teremos muitas rodas de viola”, avisa Almir.

LEIA TAMBÉM: Murilo Benício pode ser cancelado após personagem entrar em ‘Pantanal’; entenda

Segundo o famoso, que também está presente na trilha da novela “Pantanal”, o convite veio com tom de brincadeira: “Começaram a brincar comigo, me sugerindo papéis grandes. Já me acovardei, mas também fiquei instigado. Eu disse que já passou meu tempo, mas chegamos à conclusão de que poderia ser uma participação musical menor”.

Com o remake da novela aprovado por Benedito e pela Globo, o autor da versão atual, Bruno Luperi, chamou Almir para conversar e avisou que iria criar um novo papel para o músico.

“Nós encontramos um papel no qual eu pudesse contribuir. Não adiantava ser um papel que não toco, afinal sou músico. Agora, eu faço um chalaneiro, viúvo, cara que vive nesse rio desde que se entende por gente. É um papel bonito, tem falas bonitas. Quando comecei a gravar agora me emocionei”, disse o artista.

Além da música, o personagem de Almir Sater teria que se envolver com o Trindade (Gabriel Sater): “O Bruno criou uns enfrentamentos musicais do Trindade com o Eugênio. Eu falei para o meu filho, não vou dar moleza, hein. Meu filho toca bem, toca violão erudito. Há uns anos começou a estudar viola. É um cara que se dedica muito. Eu espero que seja tão bom para ele quanto foi para mim, o Trindade”, concluiu Almir.

LEIA TAMBÉM: Jove, personagem de Jesuíta Barbosa em ‘Pantanal’, será diferente de 1990

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos