logo
/ Divulgação / Divulgação
Entretenimento 22/10/2020

Enxuta e online: Mostra de Cinema de São Paulo começa nesta quarta

E os cinéfilos de todo o país vibram! A 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que começa nesta quinta-feira (22), será quase toda online. “Quase” porque parte da programação será exibida também em dois drive-ins da cidade.

Este ano, a mostra vem mais enxuta, reflexo da pandemia que cancelou festivais em todo o mundo e afetou novas produções, além da distribuição: são 198, contra os quase 300 de 2019.

As sessões serão em plataformas de streaming, disponíveis para cadastro em mostraplay.mostra.org. Os ingressos custam R$ 6 e permitem, na maioria dos casos, que os filmes sejam vistos em até três dias após a compra.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Uma das exceções é o mexicano “Nova Ordem”, Grande Prêmio do júri em Veneza. O filme abre o festival hoje, a partir das 19h30, no Belas Artes Drive-In. Quem for assistir à atração pela internet terá prazo máximo de 24 horas. 31 filmes serão exibidos de graça em parceria com o Sesc Digital e SPCine Play. A programação pode ser vista no site www.mostra.org. O festival vai até dia 4.

Drive-ins

A reabertura das salas de cinema já é real em São Paulo,
mas as únicas exibições presenciais serão nos drive-ins

BELAS ARTES DRIVE-IN

Memorial da América Latina – Entrada pela rua Tagipuru
s/nº – Portão 2.

Ingresso: R$65 para carro com até 4 pessoas

CINESESC DRIVE-IN | Sesc Parque Dom Pedro II

Unidade Sesc Parque Dom Pedro II – Praça São Vito s/nº | Centro Valores de Ingresso: R$40 para carro com até 4 pessoas

Mostra Brasil

O cinema nacional é prestigiado em cerca de 30 produções, entre competição de novos diretores, perspectiva e apresentação especial. Entre os destaques está “Verlust”, de Esmir Filho. Outro título importante é o documentário “Glauber, Claro” (foto), do diretor César Meneghetti.

A homenageada

A produtora gaúcha Sara Silveira, que também está no júri desta edição, é homenageada no prêmio Leon Cakoff deste ano no dia 2 de novembro. Seu filme mais recente, “Todos os Mortos”, de Marco Dutra e Caetano Gotardo, será exibido no Cinesesc Drive-in no mesmo dia

FILMES EM DESTAQUE

Coronation

Ai Weiwei. China, 2020

O documentário do provocante artista chinês Ai Weiwei mostra os bastidores do epicentro da crise do coronavírus, em Wuhan, na China. Com olhar crítico, o filme retrata os dias de lockdown na cidade e a forma como tudo foi conduzido pelo governo, que omitiu informações sobre o vírus incialmente e teve uma resposta militar e brutal à necessidade do isolamento

Não Há Mal Algum

Dirigido por Mohammad Rasoulof. Irã, Alemanha, Rep. Tcheca, 2020

No Irã, país que aplica a pena de morte, quatro homens são colocados diante de uma escolha impensável, mas simples. Não importa a decisão, ela transformará de maneira corrosiva suas vidas. As quatro histórias tratam de questões morais, que refletem sobre os limites da liberdade individual. O filme do diretor iraniano foi vencedor do Urso de Ouro na Berlinale.

No Belas Artes Drive-in, terça, às 18h40

Verlust

Dirigido por Esmir Filho. Brasil, Uruguai, 2019.

Isolada na praia, a poderosa empresária Frederica prepara a festa de Réveillon que todos esperam. Em meio à crise do casamento com o fotógrafo Constantin, ela ainda tem que administrar a vida e a carreira do ícone pop Lenny, que escreve uma obra misteriosa. Uma crise se instaura quando uma criatura estranha surge do fundo do mar. O filme tem Andréa Beltrão e a cantora Marina Lima encabeçando o elenco.

No Belas Artes Drive-in, dia 27, às 21h45

Miss Marx

Dirigido por Susanna Nicchiarelli. Itália, Bélgica, 2020.

Eleanor, a filha mais nova do filósofo Karl Marx, é a protagonista deste longa. Ela foi uma das primeiras mulheres a pensar o socialismo junto ao feminismo e participou de reivindicações de trabalhadoras pelo direito das mulheres e a abolição do trabalho infantil. Tudo muda quando ela vive uma trágica história de amor. O longa foi premiado como melhor filme no Festival de Veneza pela Associação Italiana de Cineclubes

Nova Ordem

Dirigido por Michel Franco. México, França, 2020.

Vencedor do Leão de Prata e do Leoncino d’Oro Agiscuola do Festival de Veneza, o filme do diretor Michel Franco se passa na Cidade do México. Com protestos rolando ao fundo, um casamento de elite dá errado. O longa retrata o colapso do sistema político local por meio dos olhos da noiva Marianne e seus criados.

No Belas Artes Drive-In, hoje, às 19h30. Amanhã, online por 24 hrs

Casa de Antiguidades

Dirigido por João Paulo Miranda Maria. Brasil, França, 2020.

Ambientado no Brasil, retrata Cristovam, um homem negro do norte rural, que se muda para uma antiga colônia austríaca, no sul do país. Diante de conservadores xenófobos, ele se sente isolado e alienado do mundo branco. Mas descobrindo uma casa abandona chei de objetos, lentamente Cristovam passa por uma metamorfose.

No Belas Artes Drive-in, dia 31, às 21h15