logo

Com um show surpresa e repleto de convidados, Paul McCartney tomou para si a famosa estação Grand Central, em Nova York, e lançou oficialmente na última sexta seu mais novo álbum, “Egypt Station”, primeiro de inéditas desde “New” (2013), o 17º de sua carreira solo, com 16 faixas, sendo uma delas em homenagem ao Brasil.

Duas composições são instrumentais, “Opening Station”, que abre o disco, e “Station II”. “O ‘Egypt Station’ começa em uma estação na primeira música e em cada música será como se passasse por uma estação diferente. Penso nisso como um local dos sonhos do qual a música emana”, disse o artista em seu site. A ideia parece uma viagem feliz. As batidas em geral são mais animadas e mesmo em canções mais reflexivas, elas soam esperançosas.

Três músicas já eram conhecidas: “I Don’t Know”, Come On To Me” e “Fuh You”. A primeira é uma balada com um tom mais melancólico, na famosa parceria entre Paul e seu piano. A segunda composição é singela, beirando um rock inocente.

“Fuh You” acaba sendo um trocadilho. Alguns a entendem como “quero transar com você”, mas McCartney se diverte. “Também pode ser ‘For You’ [para você]”, brinca, “mas quem quiser ouvir outra coisa, que se dane”, completa. Em todo caso, a letra fala de sentimentos e delicadezas.

Paul já pensou também nas músicas para cantar em estádios lotados durante sua próxima turnê, “Freshen Up”, que começa segunda, no Canadá: as grudentas “People Want Peace” e “Confidante”.

O fim do álbum reserva as duas melhores músicas, “Despite Repeated Warnings”, “Hunt You Down/Naked/C-Link”, que lembram o bom período do Wings. A primeira seria uma crítica a quem não se importa com o mundo e as consequências de não cuidarmos dele. A outra é uma sequência de três músicas emendadas, que vão do rock com metais, passam por uma parte lenta e terminam com um solo de guitarra de Paul.

Paul McCartney

Turnê começa na segunda, mas nada de vir ao Brasil

Brasil querido

Não é de hoje que Sir McCartney gosta, e muito, do Brasil. O músico já se apresentou no país em 24 shows. E foi em um deles, no ano passado, que ele aproveitou para gravar o clipe da música “Back In Brazil”, em Salvador. O vídeo foi lançado na sexta também, com dedicatória aos brasileiros em sua conta no Facebook: “Feliz Dia da Independência, Brasil!”, escreveu.

A música até é animada, com elementos eletrônicos com algo que chega perto de uma bossa nova, mas para dominar esse ritmo, Paul ainda precisa de um pouco mais do arroz com feijão brasileiro.