Entretenimento

Selena Gomez faz estreia como produtora com a série ‘13 Reasons Why’

Foi a mãe de Selena Gomez, 24, que a apresentou ao livro “Os 13 Porquês”, de Jay Asher, que acaba de ser lançado no Brasil (ed. Ática, 255 págs. R$ 51). A cantora e atriz decidiu então adaptar o romance em “13 Reasons Why”, série que estreia hoje na Netflix. Na história, a colegial Hannah se mata e deixa 13 fitas explicando os motivos de seu suicídio.

Você pensava em transformar o livro em filme. O que a fez optar por uma série?
Começamos a nos encontrar com pessoas que pudessem se interessar por esse tipo de projeto baseado em livro e com público-alvo de jovens. Quando chegamos à Netflix e conversamos com Tom [McCarthy, o diretor], nos sugeriram que fosse uma série e pensei que seria ótimo. Isso nos permitiu explorar os personagens em profundidade. Graças a esse formato, podemos vê-los de uma forma tridimensional.

Leia também:
Netflix confirma segunda temporada da série ‘Santa Clarita Diet’
Petição quer boicotar filme ‘Death Note’, da Netflix, por não ter elenco asiático

Sua ideia inicial era viver a protagonista, certo?
Sim. Foi minha mãe que encontrou o livro. Eu tinha 16, 17 anos quando isso aconteceu. Quando li, vi que eu me identificava perfeitamente com a história e que meus fãs poderiam se conectar com ela. Eles são incrivelmente autênticos comigo e me dizem o que acham de uma forma super-honesta. Mas meu tempo passou, e acho que não há pessoa melhor para interpretar Hannah do que Katherine [Langford].

É uma história superintensa, e muita gente vai querer ver os capítulos sem parar…
Acho que os primeiros episódios são realmente atraentes e explicam claramente a relação dos personagens e também o que aconteceu com Hannah, mas tudo fica ainda mais e mais sombrio. Eu assistiria de uma sentada só.

Você se vê refletida de alguma maneira em Hannah?
Minha experiência de ensino médio foi um tanto “amplificada”. Não vou dizer que foi pior, mas foi definitivamente mais difícil. Tive que lidar com isso em uma escala diferente, com adultos que tinham a audácia de me dizer como deveria viver minha vida, e isso foi muito confuso naquela época. Não fazia ideia de como eu deveria me comportar ou quem eu seria quando crescesse. Essas questões batem em você em sua época mais vulnerável. Por isso eu queria fazer parte desse projeto de algum modo. Os jovens não querem ver falsos discursos de otimismo. Eles precisam assistir ao que os emociona e os faça se conectarem com os personagens.

Sua presença ajuda a ampliar o alcance da série?
Espero que sim. Acho que a conexão que tenho com todas essas pessoas que me viram crescer vai ajudar. Esta série é tão real quanto possível.

Veja o trailer de «13 Reasons Why»:

https://youtu.be/nHdoAaLiU2E

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos