Social

Trabalhador se depara com ponto preto na parede e percebe movimento

Foi necessário levar uma escada de seis metros e meio para alcançá-lo.

rep

Um pequeno ponto preto foi encontrado por um funcionário enquanto ele se dirigia ao trabalho. Ao ser surpreendido pela silhueta se movendo na lateral do prédio, ficou confuso. O caso, relatado pelo portal The Dodo, ocorreu nos EUA.

Ao observar com mais cuidado, descobriram se tratar de um dos morcegos que acabaram se abrigando no prédio. Durante uma frente fria no Texas, a dupla de morcegos se alojou no local e acabou necessitando de ajuda.

rep

Uma das colegas de trabalho que lida com resgate de animais, Mandy, foi comunicada e se dirigiu até o alojamento do morcego. Em seguida, contatou o Austin Bat Refuge, uma instituição de resgate, para auxiliá-los.

“A frente fria que chegou aqui no domingo pode ter feito com que esses morcegos migrassem de Oklahoma ou Kansas a caminho do México para passar o inverno”, disse Lee Mackenzie, do Austin Bat Refuge, ao The Dodo. “Os morcegos recém-chegados às vezes não conseguem localizar um dos poleiros locais nas pontes das rodovias e muitas vezes se abrigam no lado sul dos edifícios, protegidos do tempestuoso vento norte.”

Leia mais:

Operação resgate

Após uma hora na estrada para chegar ao local, Mackenzie analisou como realizaria o resgate da dupla de criaturas noturnas.

“Trouxemos uma escada extensível de [seis metros e meio], que era um pouco estranha para o morcego acima da porta, mas apenas longa o suficiente para o morcego mais alto na parede”, disse Mackenzie.

rep

Após removê-los com segurança da parede, a dupla de morcegos estava com frio, mas não corriam risco de congelamento. No entanto, teriam escolhido aquele abrigo pela confissão da frente fria.

“Eles estão indo muito bem agora, comendo comida misturada de larvas de farinha em seringas enquanto aguardam o tempo quente o suficiente para serem liberados”, disse Mackenzie.

O plano é soltar os morcegos perto de uma ponte onde vivem outros deles.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos