Social

Jovem perde parte do couro cabeludo em acidente e luta por justiça: ‘Não pode sair ileso’

Após estar lidando com as consequências do acidente, a jovem afirma seguir lutando para que o responsável seja punido.

Danielle sobreviveu a um grave acidente de carro.

A jovem Danielle Rizzutti Soares, de 23 anos, ainda está tentando lidar com as sequelas emocionais que foram resquícios de um grave acidente de carro, que aconteceu há 4 meses. Segundo ela, apesar de fisicamente estar bem ela agora enfrenta questões delicadas envolvendo sua autoestima. Como sequela do acidente, Danielle acabou perdendo parte do couro cabeludo.

Em entrevista ao G1, a jovem relata sempre ter sido cuidadosa com os cabelos e que as sequelas do acidente acabaram impactando diretamente em sua autoestima.

“Sempre cuidei do meu cabelo. Hoje, por conta do local dos pontos da cirurgia, eu só saio de casa com chapéu na cabeça. Ainda não tenho confiança de sair sem”.

Além disso, Danielle também conta estar lidando com outras questões de ordem psicológica envolvendo o acidente, que aconteceu no dia 16 de junho na Avenida Ayrton Senna da Silva, na Praia Grande.

Ela estava na garupa de uma moto quando um carro de luxo a atingiu, ficando presa embaixo do automóvel enquanto motorista seguiu dirigindo até bater em outro veículo.

Desde então, Danielle conta que pensa e lembra todos os dias do acidente. “É inevitável não lembrar de tudo que eu passei, não tem um dia que eu não lembre

Saúde mental e busca por justiça

Após sobreviver ao grave acidente e deixar médicos incrédulos, Danielle agora faz fisioterapia por conta de uma fratura que teve em seu pé, mas não segue precisando de medicamentos para dor. No entanto, a saúde mental da jovem segue bastante fragilizada.

“Minha saúde mental ainda está meio bagunçada, mas eu estou conseguindo lidar melhor com tudo”, revela.

Leia também: Motorista embriagado que atropelou e matou três idosas em SP tem prisão preventiva decretada

Além do uso de chapéu, Danielle também lida com as demais cicatrizes deixadas pelo acidente, e agora segue buscando por justiça. Após o acidente, o condutor do BMW se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi gravado se lamentando sobre o estado em que ficou o carro.

“Irei lutar para que a Justiça seja feita. Ele não vai fazer tudo o que fez e sair ileso, enquanto eu tive minha vida totalmente virada de cabeça para baixo por conta de um crime cometido por ele. Crime que, por pouco, não tirou minha vida”, finaliza Danielle.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos