logo
Imagem de jovem alemã chorando viralizou / Twitter @PoliticsForAlI Imagem de jovem alemã chorando viralizou / Twitter @PoliticsForAlI
Social 08/07/2021

Arrecadação improvável consegue 36.000 libras em poucos dias

Imagens da garota sendo consolada pelo pai após a derrota da Alemanha por 2-0 na Europa foram alvo de comentários odiosos.

O jogo entre Inglaterra e Alemanha não foi marcado somente pela vitória da seleção inglesa, mas também por imagens de emoção nas duas torcidas. Entre elas, a imagem de uma garotinha alemã chorando viralizou na internet.

O momento em que a jovem era consolada pelo pai foi compartilhado por diversos usuários na internet, e recebeu diversas mensagens com comentários xenofóbicos. Para mostrar a menina que nem todo mundo no Reino Unido tem comportamentos como aqueles, uma página na JustGiving, similar a páginas de vaquinha e arrecadação de fundos online, foi criada para ela.

Confira também:

Segundo notícia publicada no Daily Mail, a página arrecadou a enorme quantia de 36.000 Libras, que seriam destinadas à família alemã. Mais tão impressionante quanto isso foi o gesto da família, que recusou a chance de receber o dinheiro.

Em comunicado eles disseram agradecer o apoio e pediram para que a privacidade da família seja mantida, além de manifestar os desejos da menina em relação a quantia arrecadada: “Nossa filha gostaria de pedir que suas generosas doações sejam encaminhadas para a Unicef”.

Os motivos por trás da arrecadação

A arrecadação foi ideia de Joel Hughes, morador de Newport, e teve como meta inicial o valor de £ 500, mas com a adesão de diversas pessoas o valor atingiu a quantia de £ 36.000. Por meio de seu Twitter, Hughes se posicionou e disse que a arrecadação teve o intuito de denunciar o posicionamento nocivo de pessoas nas redes sociais.

“Isso não deveria ser dito, mas aqui vai… A campanha NÃO é apenas sobre uma menina chorando porque seu time perdeu uma partida de futebol. Trata-se de denunciar o vil abuso da mídia social online; (…) Mostrar ao mundo e aos nossos amigos e vizinhos europeus que a minoria altamente visível e negativa do Reino Unido não representa todos nós”, afirmou Hughes.

Com o ocorrido, diversos nomes importantes se posicionaram contra as demonstrações de ódio. O ex-atacante da seleção inglesa Gary Lineker e o ex-atacante do Liverpool, Stan Collymore, condenaram os abusos direcionados a garota.