Social

Serial killer do DF: Buscas e crimes continuam marcando seis dias de medo da população

Moradores estão assustados e deixando suas casas.

A busca por Lázaro Barbosa Sousa, de 33 anos, acusado de assassinar uma família em Ceilândia, em Brasília, e continuar deixando rastros de violência por onde passa, está cada vez maior.

O portal de notícias Correio 24 horas informa que 200 policiais trabalham na perseguição que chegou ao sexto dia. Apesar de já ter uma extensa ficha policial e ser foragido da polícia, os crimes no Distrito Federal começaram em 9 de junho, quando Cláudio Vidal, 48, e os dois filhos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, foram assassinados.

Após o triplo homicídio, ele fugiu levando a empresária e mãe da família Cleonice Marques, 43, de refém. Ela foi encontrada morta três dias depois em uma mata. O acusado é conhecido por saber sobreviver no mato e ter barracos neste tipo de local.

Em 10 de junho, o homem teria invadido uma residência que fica a 3km do local onde o triplo homicídio aconteceu e deixou uma mulher e um caseiro reféns por 3 horas.

Confira também:

  1. Vídeo flagra racismo no Leblon: Jovem é acusado injustamente de roubo por casal e expõe situação nas redes sociais

No terceiro dia de fuga, Lázaro fez mais um refém e roubou um carro em Ceilândia, incendiado e abandonado em Cocalzinho, em Goiás, onde encontrou um comparsa.

Em 12 de junho, ele fez um caseiro de refém teria em mais uma chácara, dessa vez próxima à Lagoa Samuel. Após deixar essa residência, ele foi para outra chácara, onde baleou três homens – deixando dois em estado grave – e roubou duas armas de fogo

No final da noite de sábado houve troca de tiros do suspeito com a polícia, que conseguiu escapar enquanto ateava fogo a uma casa em Cocalzinho, onde roubou e abandonou mais um carro.

Lázaro Barbosa é natural de Barra do Mendes, no interior da Bahia. Lá ele teria cometido ao menos dois homicídios e possui um mandado de prisão por conta do homicídio qualificado, além de outros dois por roubo qualificado.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos