Ameba que estava em vaso de plantas dissolve cérebro de homem nos EUA

Por Brenno Quadros

Um homem da Geórgia, nos Estados Unidos, morreu após contrair uma infecção de um vaso de flores que acabou transformando seu cérebro em um líquido viscoso.

Segundo o Clarín, pesquisadores apresentaram um estudo de caso intitulado ‘Encefalite Amebiana Granulomatosa’, que afirma que uma autópsia realizada no homem de 83 anos revelou ‘necrose liquefativa’.

Tudo por causa de uma ameba, a acanthamoeba castellanii, espécie que seria capaz de penetrar nas pessoas a partir do solo, da poeira e de corpos d'água, de forma semelhante à Naegleria fowleri, encontrada em lagoas e lagos.

A necrose liquefativa é caracterizada pela dissolução parcial ou completa do tecido morto e sua transformação em uma massa líquida e viscosa. Esta liquefação ocorre poucas horas após a infecção, causada por enzimas hidrolíticas que dissolvem células e tecidos.

O relatório, liderado por pesquisadores da Emory University, na Geórgia, observou que o homem provavelmente contraiu a acanthamoeba ao colocar plantas em vasos. Ele sofreu convulsões e foi tratado para meningite bacteriana, fúngica e viral. Nove dias após apresentar os primeiros sintomas, o homem faleceu.

"Este tipo de ameba pode causar principalmente sintomas neurológicos. O paciente ficou mais confuso com o tempo, teve fortes dores de cabeça. Depois, desenvolveu convulsões e basicamente teve um anormalidade neurológica ", explicou o Dr. Ishan Mehta, professor assistente da universidade e autor do estudo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo