Foco

Saiba quem é a psicóloga que morreu atropelada após cair de moto de aplicativo, em Goiânia

Laura Alvarenga, 32, seguia em veículo pela BR-153, quando caiu e foi atingida por caminhão

Motociclista escapou ileso

A Delegacia de Crimes de Trânsito (Dict) de Goiânia, em Goiás, investiga a morte da psicóloga Laura Costa de Alvarenga, de 32 anos, que foi atropelada após cair de uma motocicleta de aplicativo, na BR-153. O condutor freou bruscamente quando viu outros veículos parando, momento em que ele a passageira foram arremessados na rodovia. Logo depois, um caminhão que vinha atrás passou por cima da mulher. Já o rapaz escapou ileso.

O caso aconteceu na noite de quarta-feira (6). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do caminhão que atropelou Laura fugiu do local sem prestar socorro. Ele ainda não foi identificado, mas diligências seguem em andamento na Dict.

Já o motociclista de aplicativo, que tem 24 anos, era devidamente habilitado e fez o teste do bafômetro, que deu negativo. A empresa para qual ele presta serviços não se manifestou a respeito do acidente.

Luto

Nas redes sociais, os amigos da psicóloga lamentaram a morte. “Sua missão foi cumprida. Vai deixar memórias incríveis aqui pra gente. Sem palavras”, escreveu uma amiga em uma postagem.

A Renapsi, empresa que realiza programas de aprendizagem e formação de jovens, onde Laura trabalhava, também lamentou a morte.

“Neste momento difícil, expressamos nossas sinceras condolências pela partida da nossa querida colaboradora. Como uma família, oferecemos nosso apoio e solidariedade a toda a sua família e amigos, que Deus nos dê forças para superar essa tristeza”, escreveu a empresa no Instagram. E continuou: “Que a lembrança de sua luz, alegria, responsabilidade e sorriso fácil continuem a ser uma fonte de amor e inspiração para todos nós. Nossos sinceros sentimentos”, dizia o texto.

LEIA TAMBÉM:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos