Foco

Ainda na perseguição de brasileiro foragido, polícia dos EUA prende irmã e promete deportá-la

Caçada ao brasileiro condenado à prisão perpétua nos Estados Unidos entra no 11º dia

Ele não aceitava o fim do relacionamento

Completando 11 dias de caçada ao brasileiro foragido Danilo Cavalcante, condenado à prisão perpétua, as autoridades norte-americanas confirmaram a prisão de Eleni Cavalcante, sua irmã, que deverá ser deportada imediatamente do país, segundo a imigração do país.

A polícia não confirmou se ela está envolvida de alguma forma na fuga do irmão, mas um tenente-coronel da polícia da Pensilvânia disse que ela teve “problemas com a imigração”.

Enquanto isso, centenas de policiais foram uma força-tarefa formada por agentes da Swat, delegados federais, agentes policiais estaduais e também da polícia do condado de Chester varrem o estado à procura do brasileiro, que foi classificado como “extremamente perigoso”.

Danilo foi visto pela última vez no sábado, flagrado por uma câmera de segurança na região de Phoenixville, a cerca de 40 km da penitenciária de onde ele fugiu, e pelas imagens os policiais já sabem que ele tirou a barba e o bigode para não ser facilmente identificado.

LEIA TAMBÉM: Adolescente é esfaqueado ao defender namorada após ‘cantada’ e morre, na Grande São Paulo

O brasileiro foi condenado à prisão perpétua por matar a namorada, Débora Evangelista Brandão, a facadas, nos Estados Unidos, na frente dos dois filhos. A investigação confirmou que ele não aceitava o fim do relacionamento e desde 2020 ameaçava matá-la. Débora também descobriu que Danilo tinha um mandando de prisão em aberto no Tocantins pelo assassinato de um homem, em 2017, e ameaçou denunciá-lo às autoridades norte-americanas, e esse teria sido o estopim para que ele a matasse. Danilo foi preso 2 horas após cometer o homicídio.

A polícia também descobriu ainda que ele fugiu em 2017 para Porto Rico, e de lá entrou de forma ilegal nos estados Unidos .

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos