Foco

Universitários 40+ acolhem vítima de etarismo nas redes sociais

Caloura de engenharia de 42 anos deu início ao movimento em apoio a Patrícia Linares, hostilizada por colegas mais jovens

Caloura de 42 anos publicou relato no Twitter após episódio de etarismo

Universitários com mais de 40 anos criaram uma verdadeira “corrente do bem” para apoiar e acolher a estudante de uma universidade de Bauru, no interior de São Paulo, que foi vítima de etarismo.

Uma caloura de engenharia, de 42 anos e de Minas Gerais, deu início ao movimento. Laura Cerqueira publicou um relato no Twitter sobre o episódio no último domingo (12). O post viralizou.

“Imagino como tenha sido desagradável [o caso da Patrícia Linares]. Dizer que uma pessoa de 40 anos deveria estar aposentada e não em uma escola é uma mistura de preconceito com falta de empatia”, disse Laura em entrevista ao “G1″, que em sua rede social escreveu: “Para as pirralhas da faculdade de Bauru que debocharam do colega de 40 anos. Prazer! Laura, 42 anos, arquiteta, cursando 2ª faculdade”.

Recomendados

Laura contou ao portal de notícias que, aos 20 anos, se mudou de Muriaé para Belo Horizonte para estudar arquitetura. Ao longo do caminho, porém, precisou interromper a graduação.

“Quando eu estava no 8º período, totalmente insatisfeita, resolvi pedir transferência para outra universidade. Perdi tudo que tinha cursado e voltei para o 1º período. Então, naturalmente, eu já tinha uma idade diferente da dos demais. Mas isso nunca foi problema para mim”, afirmou.

Mais de 20 anos depois, ela decidiu iniciar a segunda faculdade: engenharia. “Temos diferenças, mas isso nunca foi um problema. Temos alunos de 20, 30, 40. Todos se respeitam. E uns aprendem muito com os outros. Cada fase traz suas características”, disse a mineira. “A idade não me define fisicamente, mas na maturidade, sim. A diferença de estar em um novo curso aos 42 anos me faz absorver muito mais conteúdo do que antes. Hoje, já tenho uma bagagem de conhecimento e experiências que só contribuem”, completou.

Relembre o caso

Um vídeo que viralizou nas redes sociais e gerou muita indignação mostrou três universitárias debochando de uma colega de sala por ter mais de 40 anos. Nas imagens, elas dão risada e dizem que a mulher deveria “estar aposentada”. O alvo das chacotas foi Patrícia Linares, de 45 anos.

Nas imagens, as estudantes Bárbara Calixto, Beatriz Pontes e Giovana Cassalatti, que são colegas de turma de Patrícia na Unisagrado, ironizaram a idade da mulher. “Gente, quiz do dia: como ‘desmatricula’ um colega de sala?”. Logo depois, outra responde: “Mano, ela tem 40 anos já. Era para estar aposentada”. “Realmente”, concorda a terceira.

Em seguida, a estudante que gravava o vídeo disse: “Gente, 40 anos não pode mais fazer faculdade. Eu tenho essa opinião”. Elas chegam a dizer que a mulher “não sabe o que é Google” e acha que é a professora.

Assista:

LEIA TAMBÉM:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos