Foco

São Paulo confirma primeiro caso da varíola dos macacos no Brasil

Paciente esteve na Espanha e está em isolamento no Instituto Emílio Ribas

O Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na zona oeste de São Paulo, confirmou nesta quarta-feira o primeiro caso da varíola dos macacos em todo país. Há ainda mais oito casos suspeitos sendo monitorado, de acordo com o Ministério da Saúde.

O paciente cujo caso foi confirmado é um homem de 41 anos que esteve na Espanha. Ele está em isolamento no Emílio Ribas e apresentou sintomas como febre e dor muscular no final de maio.

Há um outro caso sendo monitorado em São Paulo, mas ainda não confirmado, de uma mulher de 26 anos que está hospitalizada, mas passa bem, de acordo com a prefeitura de São Paulo.

No total, de acordo com o Ministério da Saúde, são oito os casos monitorados até o momento com suspeita de varíola dos macacos: no Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rondônia (2) e Santa Catarina (2).

Embora já tenha confirmado 780 casos de varíola dos macacos entre 13 de maio e 2 de junho, a OMS (Organização Mundial de Saúde) informou que não relatou nenhumas morte. Os casos confirmados pela OMS apenas países onde a doença não é endêmica.

LEIA TAMBÉM: Dona de hotel é brutalmente assassinada em SP; extintor serviu como arma

Contaminação e sintomas

A doença é transmitida principalmente por fluidos corporais, gotículas respiratórias e contato com doente ou material contaminado, por isso os especialistas orientam a todos para continuar usando máscara de proteção e lavando as mãos constantemente.

Os sintomas mais comuns são febre, fadiga, dor de cabeça, dores musculares e as erupções cutâneas (vesículas), que aparecem inicialmente na face e depois se espalham para todo o corpo. As vesículas podem coçar bastante e se tornarem doloridas.

Pode interessar também:

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos