logo
 /
Foco 08/06/2021

‘Grávidas devem vencer o medo e se vacinar’

Por : Bandnews FM

Novos grupos prioritários entraram na campanha de vacinação contra a covid-19 na cidade de São Paulo nesta semana. Podem se vacinar grávidas e mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias sem comorbidades, acima de 18 anos. Para isso, elas precisam levar autorização médica para receber a CoronaVac ou a Pfizer, já que o imunizante AstraZeneca não é recomendado para esse grupo.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

A obstetra e especialista em Gestação de Alto Risco pela USP Larissa Cassiano ressalta que a vacinação garante proteção para a mãe e pode também trazer benefícios para o bebê. 

As mortes de grávidas por covid-19 em cinco meses de 2021 já superaram as que foram registradas no ano passado. Segundo a Fiocruz, a taxa de letalidade no grupo passa dos 7%, mais do que o dobro do índice do país, de 2,8%.

A médica explica que esse grupo de mulheres tem quadro de saúde mais delicado. “Ainda que as gestantes evitem sair de casa, elas estão mais expostas indo a consultas de pré-natal, realizando exames e o parto costuma ser hospitalar. Então, elas vão ter risco de infecção maior que a população geral. Por isso devem vencer o medo e se vacinar.”

Além de São Paulo, Campinas e São Bernardo também começaram a vacinar gestantes sem comorbidades. O restante do estado inicia na quinta-feira.