Hospital de Campanha do Pacaembu fecha no dia 30 de junho

Por Metro World News

Inaugurado no dia 6 de abril, o Hospital Municipal de Campanha do Pacaembu, montado no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, zona oeste de São Paulo, será fechado no dia 30 de junho. Desde o início do mês, a taxa de ocupação de leitos dos hospitais de campanha da capital paulista caíram expressivamente.

"Estamos há quatro semanas de queda nessa taxa. Já os últimos 10 dias a gente está abaixo dos 50%. Então, isso dá tranquilidade de fechar os 200 leitos do Pacaembu, até porque é importante lembrar, nós temos 900 leitos no Anhembi que podem ser disponibilizados", disse o prefeito Bruno Covas (PSDB).

Segundo a Secretaria da Saúde, no tempo em que o hospital de campanha esteve aberto no estádio do Pacaembu, 1.508 pessoas foram atendidas. O custo final do espaço, montado para contenção da pandemia de covid-19, é de R$ 23 milhões. "R$ 15,3 mil foram gastos em cada internação [no Pacaembu], que salvou 99,8% das pessoas que por lá passaram", afirmou Covas.

O centro hospitalar, que ocupou o gramado do emblemático estádio municipal, contava com 200 leitos, sendo 8 de estabilização, e 588 profissionais, entre médicos, enfermeiros e funcionários de setores administrativo, logístico, de segurança e de manutenção. A unidade foi administrada pelo Hospital Israelita Albert Einstein, que anunciou a doação dos equipamentos médicos para o sistema público – avaliado em R$ 7 milhões.

Loading...
Revisa el siguiente artículo