Foco

Vistoria e imagens de câmeras buscam entender queda de marquise que matou adolescente

A Polícia Civil investiga a morte do estudante Thiago Nery, 17 anos, atingido pela fachada de um edifício na zona oeste na noite de quarta-feira (13). O próximo passo da investigação é analisar as imagens das câmeras de segurança do entorno do edifício Vila América, na rua Bela Cintra, altura da alameda Tietê, no Jardim América.

Uma vistoria no edifício deve ser feita nesta quinta-feira (14) por técnicos da Defesa Civil. No momento do acidente, o jovem conversava com o amigo João Tess Portugal, que é morador do prédio e completou 18 anos na quarta. Ele também foi atingido pela marquise e está internado com um trauma no tórax.

A família de Thiago Nery não informou detalhes sobre velório e sepultamento. O caso ocorreu por volta das 19h. O Corpo de Bombeiros foi acionado e tentou socorrer a vítima, mas ele não aguentou e morreu no local.

Veja também:
Um ano após desabamento, 12 pontes de São Paulo passam por obra
Feriado em São Paulo: veja o que abre e o que fecha na cidade

Segundo Aimee Andrade, 26 anos, recepcionista do restaurante que fica em frente ao prédio onde ocorreu o acidente, aconteceu muito rápido e de repente. Ela estava abrindo o estabelecimento e conseguiu ver tudo pelo portão, vazado.

“Os dois rapazes estavam conversando, embaixo dessa marquise. Foi do nada, um barulho muito alto e estranho”, conta Aimee. A recepcionista conta que o rapaz que se feriu estava consciente e que pessoas ajudaram a tirar o peso da estrutura de cima dele antes de os bombeiros chegarem.

Lucas Jozino/Rádio Bandeirantes Lucas Jozino/Rádio Bandeirantes

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos