Foco

Um ano após desabamento, 12 pontes de São Paulo passam por obra

Um ano depois que o viaduto que forma a pista expressa da marginal Pinheiros cedeu –no dia 15 de novembro do ano passado–, 7 pontes passaram por reformas, 4 estão com obras em andamento e 1 com o projeto-executivo em elaboração.

Além da própria marginal Pinheiros, foram finalizadas obras emergenciais nas pontes do Limão,  Dutra, Freguesia do Ó, Jânio Quadros (todas na zona norte) e no pontilhão Itaim (zona leste). Estão em andamento obras emergenciais da ponte Jaguaré, viadutos Miguel Mofarrej e Alcântara Machado e do pontilhão do Córrego Três Pontes, que serão concluídas, respectivamente, em dezembro, janeiro, março e abril. A ponte Cidade Jardim está em elaboração do projeto-executivo.

Depois que o viaduto na marginal cedeu, a prefeitura passou a fazer vistorias em pontes e viadutos.  “Após o incidente do ano passado, nós aceleramos a contratação de laudos, já que virou uma prioridade para o município”, disse o prefeito Bruno Covas (PSDB), em vídeo gravado.

No próximo mês, devem ser abertos envelopes de duas licitações para elaborar laudos estruturais de 37 locais.

Situação ruim

Em agosto do ano passado, o Metro Jornal visitou algumas pontes e viadutos com o engenheiro Rafael Timerman,  do Instituto de Engenharia. Ele constatou problemas sérios na ponte Eusébio Matoso (zona oeste) e, principalmente, no viaduto General Olímpio da Silveira (zona oeste), onde, na época, contou sete vigas de ferro de sustentação rompidas.

As duas estruturas não estão na lista das que passaram por reparos, embora tenham ficado entre as 16 com menor nota nas primeiras avaliações deste ano da prefeitura, que definiram quais passariam por vistoria técnica primeiro.

Consultada, a Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras disse que foram feitos laudos estruturais emergenciais dos dois locais, “que não indicaram a necessidade de realização de obras emergenciais”. 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos