Foco

Assaltos em farmácias na região do Morumbi preocupam funcionários

Farmácias têm sido atacadas com frequência por ladrões na região do Morumbi, na zona oeste de São Paulo. A reportagem da Rádio Bandeirantes visitou cinco unidades de redes diferentes e em todas encontrou pelo menos um relato de assalto nos últimos 3 meses.

Há cerca de 1 mês, criminosos chegaram a abrir um buraco na parede de uma farmácia na Giovanni Gronchi, perto do estádio do Morumbi. Um funcionário contou que, dois meses antes, cabos do sistema de ar-condicionado já tinham sido roubados durante a madrugada.

Na mesma avenida, dois quilômetros à frente, criminosos roubaram pertences de funcionários de outra farmácia. Um atendente disse que, há cerca de três meses, uma pessoa entrou, circulou pela loja e avisou um comparsa pelo celular que ele poderia entrar. Uma funcionária desconfiou e chamou a polícia, mas a viatura só chegou depois que eles já tinham fugido com alianças, relógios, celulares, dinheiro do caixa e produtos.

A 300 metros, mais uma farmácia que é alvo frequente de bandidos. Só em maio foram duas ocorrências: uma no Dia das Mães, ao meio-dia, e outra no último dia 30 de maio, quinta-feira da semana passada. Às 4h20, dois homens em uma moto abordaram os funcionários e levaram dinheiro do caixa.

Leia também:
Homem é condenado por matar namorada em São Caetano, no ABC Paulista
Motorista de ônibus perde controle e bate em poste no Jabaquara

Também ouvimos relatos de assaltos numa unidade nas avenidas Guilherme Dumont Villares e Morumbi.

Nesse caso da Avenida Morumbi, o apresentador Betinho, da Band FM, e a mulher dele, Célia Rampásio, tiveram pertences roubados. Eles foram abordados numa farmácia na altura do número 3 mil e 600 da Avenida Morumbi, na última segunda-feira. A farmácia em que os dois estavam, de uma grande rede, fica a menos de 800 metros do Palácio dos Bandeirantes, a sede do governo do Estado.

A Secretaria da Segurança Pública diz que as polícias Civil e Militar têm reorganizado o policiamento e realizado operações de combate à criminalidade.

Desde março, segundo a pasta, a chamada “Morumbi Mais Seguro” prendeu 119 criminosos e apreendeu 25 armas, além de duas toneladas de entorpecentes.

Três dos casos citados pela reportagem já foram esclarecidos e já há mandados de prisão contra os autores.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos