Foco

Após ‘lua de mel’, Uber tem sido alvo de reclamações de passageiros

Depois de um período de «lua de mel» com os clientes, o aplicativo de carros particulares Uber tem sido alvo de muitas reclamações. Usuários do serviço desde que ele chegou a São Paulo, o jornalista Amauri Vargas e o advogado Venâncio Pereira acham que a qualidade do atendimento caiu.

À BandNews FM, Amauri reclama da maior incidência da chamada tarifa dinâmica, que é mais alta e aplicada quando há muita procura pelo serviço em determinada região. Por causa dela, às vezes ele gasta três vezes mais do que o normal para fazer o mesmo percurso.

Venâncio, que trabalha o dia todo na rua, reclama que o serviço deixou de ser pontual. Além disso, segundo ele, «muitos motoristas são despreparados».

Dados do Reclame Aqui mostram que a Uber foi alvo de 30.232 queixas em 2016. Desse total, 23.673, ou quase 80%, foram registradas no segundo semestre.

Para o presidente da Comissão de Direito Viário da OAB em São Paulo, Maurício Januzzi Santos, a falta de uma regulamentação mais detalhada é o motivo dos problemas.

Procurada, a Uber diz que mecanismo do preço dinâmico ajuda a equilibrar a oferta e a demanda, pois incentiva os motoristas a estarem disponíveis. A empresa destaca, ainda, a importância do sistema de avaliação após cada viagem. Motoristas que ficam abaixo da média de 4.6 são desligados do sistema.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos