Brasil

Marta critica governo Dilma e diz que ‘PT muda ou acaba’

A senadora paulista Marta Suplicy (PT) afirmou que seu partido chegou a um ponto crítico. Apoiadora do movimento “Volta, Lula” no ano passado, Marta criticou a ética do PT e demonstrou vontade de sair do partido.

Em entrevista neste domingo ao jornal “O Estado de S. Paulo”, a senadora fez críticas a alguns seus colegas. Para ela, o presidente do PT, Rui Falcão, teria traído o projeto do partido ao não debater qual candidato seria melhor para o país nas últimas eleições.

Para 2018, Marta disse que o ministro Aloizio Mercadante é inimigo de Lula e estaria articulando sua candidatura junto a Falcão e João Santana – marqueteiro de Dilma. Sobre as chances de vitória de Mercadante, ela disse que o cogitado candidato terá contra si “sua arrogância, seu autoritarismo e sua capacidade de promover trapalhadas”.

A senadora definiu a política econômica adotada por Dilma no primeiro mandato como um “fracasso” e afirmou que, mesmo com uma nova equipe mais qualificada, a presidente terá que respeitar a independência dos novos ministros.  

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos