Estilo de Vida

NASA vai enviar nova espaçonave para estudar asteroide que pode ter misterioso componente escondido em seu interior

A espaçonave passará quase dois anos fazendo órbitas cada vez mais próximas do asteroide para estudá-lo.

Asteroide Psyche

A missão Psyche da NASA está quase pronta para uma jornada de 2,4 bilhões de quilômetros movida a energia solar até um misterioso asteroide rico em metais com o mesmo nome.

Como detalhado pela NASA, por meio de comunicado, matrizes solares gêmeas foram anexadas ao corpo da espaçonave, desdobradas longitudinalmente e depois restauradas. Este teste deixa a nave muito mais perto da conclusão antes do lançamento em agosto.

Com 75 metros quadrados, os painéis solares em forma de cruz são os maiores já instalados no JPL, que construiu muitas naves espaciais ao longo das décadas. Quando as matrizes forem totalmente implantadas em voo, a espaçonave terá o tamanho de uma quadra de tênis.

Após um cruzeiro de 3 anos e meio movido a energia solar, a nave chegará em 2026 ao asteroide Psyche, que tem 280 quilômetros em seu ponto mais largo e que se acredita ser extraordinariamente rico em metal.

Como detalhado pela NASA, a espaçonave passará quase dois anos fazendo órbitas cada vez mais próximas do asteroide para estudá-lo.

“Aventurar-se no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter, longe do Sol, apresenta desafios para esta missão, que adaptou a tecnologia padrão de satélite comercial em órbita da Terra para uso no frio e escuro do espaço profundo”, detalhou.

NASA vai enviar nova espaçonave para estudar asteroide que pode ter misterioso componente escondido em seu interior

Como detalhado pela NASA, após a instalação e implantação bem-sucedida dos três painéis centrais, as matrizes de Psyche foram dobradas contra o chassi e armazenadas para testes adicionais da espaçonave.

O que esses instrumentos transmitem aos cientistas os ajudará a entender melhor o misterioso asteroide.

“Uma possível explicação para o teor de metal extraordinariamente alto de Psyche é que ele se formou no início da história do nosso sistema solar”, informou.

Como material do núcleo remanescente de um planetesimal, um dos blocos de construção dos planetas rochosos, ou como material primordial que nunca derreteu. Confira:

Nave Psyche da NASA

Texto com informações da NASA

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos