Esporte

Cruzeiro pressiona, mas empata em casa com o Huracán

O Cruzeiro segue sem marcar gol e sem vitória na Libertadores. Nesta terça-feira, a Raposa recebeu o Huracán no Mineirão e foi melhor, mas não conseguiu vazar a defesa argentina e a partida terminou no 0 a 0, o segundo do clube Mineiro e dois jogos na competição. Com o resultado, os rivais desta noite foram a dois pontos, com vantagem portenha por ter marcado na estreia. A liderança do Grupo 3 é do Universitario Sucre-BOL, com quatro pontos.

O Cruzeiro dominou a posse de bola durante toda a partida e foi a equipe que criou mais oportunidades de gol. A Raposa inclusive chegou a estufar a rede aos cinco minutos de jogo, mas Leandro Damião estava impedido quando recebeu o passe de Marquinhos.

No minuto seguinte, Damião voltou a levar perigo em cabeceio. E aos 13, De Arrascaeta quase marcou um golaço de voleio.

O Cruzeiro continuou a criar chance no primeiro tempo com Léo e De Arrascaeta, mas a melhor delas caiu nos pés de Willian, que aos 32 ficou com uma sobra de bate-rebate dentro da área e mandou por cima do gol.

A tônica da segunda etapa foi a mesma e a pressão cruzeirense continuou. Aos 12, Domínguez quase fez contra em cruzamento de Marquinhos. Aos 22, De Arrascaeta arriscou de fora da área e tirou tinta da trave. Dois minutos depois, Judivan – que acabara de entrar – também assustou em chute de longe.

Leandro Damião quase se consagrou aos 31. De fora da área, o centroavante levantou a cabeça e finalizou com consciência. A bola fez a curva, mas acabou carimbando a forquilha do gol do Huracán.

Judivan, que entrou bem na partida, teve a última grande oportunidade no Mineirão. Ele recebeu passe de Alisson – outro que entrou no decorrer do duelo –, matou no peito e deslocou o goleiro Giordano. Só que, caprichosa, a bola passou raspando a trave.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos