Entretenimento

Com vídeo emocionante, Tatá Werneck faz homenagem a Paulo Gustavo

Amiga do comediante, morto aos 42 anos, Tatá fez questão de registrar sua homenagem no dia que marca 2 anos da morte de Paulo Gustavo.

Tatá e Paulo eram amigos de longa data.

Famosos e fãs dedicaram as primeiras horas desta quinta-feira, 4 de maio, para homenagear o humorista Paulo Gustavo, morto aos 42 anos após complicações da Covid-19.

Em meio a diversas homenagens, a também humorista Tatá Werneck, amiga de Paulo, compartilhou um vídeo emocionante em seu Instagram onde dividiu com os seguidores momentos de alegria compartilhados com Paulo e relembrou a perda do comediante.

Em um texto breve e emocionado, Tatá escreveu: “Dois anos que a gente entendeu que você era cometa. Tua ausência é forte. Mas tua presença é mais. Eu lembro de você todo dia. Vamos te amar sempre!”.

Recomendados

Relembre o caso

Paulo Gustavo, conhecido por interpretar a personagem Dona Hermínia, faleceu aos 42 anos após lutar contra a Covid-19. O humorista chegou a passar dias internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, onde recebeu todo tratamento possível para tentar reverter o quadro decorrente da doença.

Apesar dos esforços médicos, Paulo não resistiu a uma embolia pulmonar e faleceu, deixando o marido Thales e seus dois filhos pequenos, Gael e Romeu.

Entre homenagens de famosos e anônimos, diversos internautas relembraram sobre o momento em que receberam a notícia da morte do humorista e pediram por justiça ao relembrarem medidas tomadas pelos antigos governantes diante da situação envolvendo a Covid-19.

Leia também: Dois anos sem Paulo Gustavo: Fãs apontam culpado pela morte do humorista

Em meio as diversas manifestações, muitos internautas afirmam que se o então presidente, Jair Bolsonaro, tivesse tomado outras atitudes diante da situação do pais, o desfecho da história de Paulo Gustavo e outras vítimas da doença seria diferente.

“Ele estaria vivo se o Presidente tivesse aceito logo a compra das vacinas. Estaria vivo ele, Paulo Gustavo, e outras milhares de pessoas. Até quando Jair ficará impune?”, questiona um internauta.

“Há dois anos o Brasil perdia Paulo Gustavo, vítima de complicações da Covid-19, por negligência de Bolsonaro que atrasou propositalmente a compra das vacinas, porque acreditava em imunidade natural por infecção”, afirma outro.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos